Documentário censurado sobre 1964 ultrapassa 3 milhões de views em menos de 48h


Como já explicado em outra matéria, o monopólio da comunicação acabou! Agora, em plena era digital e do acesso facilitado à internet, a população não depende mais da grande mídia para se informar e pode acessar conteúdos considerados "politicamente incorretos", como o documentário “1964: O Brasil entre armas e livros”.


Censurado nas universidades e também na maior sala de cinema do Brasil, o Cinemark, o documentário conta outra versão sobre o contexto que desencadeou o regime militar no país em 1964, batizado pelos adeptos da ideologia de de esquerda como um "golpe".

Para a professora e Mestre em História, Giuliana da Matta, o documentário do Brasil Paralelo é censurado porque "professores de história, atrás de uma máscara de autoritarismo tosco, estão é com medo de terem suas crenças abaladas e não se sentirem capazes de professar seu credo".



Se você ainda não assistiu, reserve um tempo e assista o documentário completo no vídeo abaixo:



COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.