Nana Caymmi sai em defesa de Bolsonaro e detona até o ex-marido, Gilberto Gil


Uma das cantoras e compositoras mais respeitadas do Brasil, Nana Caymmi não hesitou em falar da sua opinião política e disparar críticas contra seus colegas de palco, como Caetano Veloso, Chico Buarque e até o ex-marido, Gilberto Gil.

Em uma entrevista para o jornal Folha de São Paulo, Caymmi defendeu o presidente Jair Bolsonaro, destacando a singularidade da sua candidatura diante de um contexto político já bastante saturado no Brasil.


“É injusto não dar a esse homem um crédito de confiança", disse ela, lembrando do atentado sofrido pelo presidente no ano passado, quando foi esfaqueado no abdômen. "Um homem que estava fodido, esfaqueado, correndo pra fazer um ministério, sem noção da mutreta toda…".

"Só de tirar PMDB e PT já é uma garantia de que a vida vai melhorar. Agora vem dizer que os militares vão tomar conta? Isso é conversa de comunista”, disparou.


Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil chamaram atenção durante o período eleitoral pelas críticas a Jair Bolsonaro, chegando a promover shows que tinham como objetivo fazer campanha contrária ao então candidato à Presidência.

Com seu jeito direto e sem poupar palavrões, Caymmi não deixou passar a oportunidade de criticá-los. “Gil, Caetano, Chico Buarque. Tudo chupador de pau de Lula. Então, vão pro Paraná fazer companhia a ele. Eu não me importo”, disse ela, segundo informações da Metrópoles.



Aos 78 anos, a cantora está em plena atividade. Vai lançar nos próximos dias dois novos álbuns: Nana Caymmi Canta Tito Madi, pela Biscoito Fino, e outro com canções de Tom Jobim.


COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo.