Jean Wyllys é chamado de "cafajeste" por líder de partido em Portugal


Se a intenção do ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL) ao sair do Brasil era escapar das fortes críticas, seu plano já não deu certo, e isso em tempo recorde. Convidado para palestrar na Universidade de Coimbra, em Portugal, o socialista nem colocou os pés na terra de Cabral e já se tornou alvo de protestos.

“Esse ‘cafajeste’ de extrema-Esquerda que abandonou o Brasil com a mentira de que estava a ser perseguido, vem agora debitar puro lixo em Coimbra?", disparou o presidente do Partido Nacional Renovador (PNR), em Portugal, José Pinto-Coelho.

Segundo informações do Conexão Política, Wyllys falará no próximo dia 26, na Universidade de Coimbra, sobre o tema “Discursos de ódio e fake news da extrema direita e seus impactos nos modos de vida de minorias sexuais, étnicas e religiosos — o caso do Brasil".


Ao que parece, este será mais um episódio de narrativas políticas de esquerda, puramente ideológicas, visando combater o avanço dos partidos conservadores não apenas no Brasil, mas também em Portugal e outras nações do mundo.

Coelho fez questão de afirmar em seu Twitter que o PNR vai até o local da palestra para protestar contra a presença de Jean Wyllys. O ex-psolista não tem planos de permanecer em Portugal. Segundo o Jornal do Brasil, Wyllys vai residir em Berlim, na Alemanha, onde pretende fazer doutorado.


"O PNR lá estará a marcar ‘presença’! Volte para o Brasil e promova lixo, mas na cadeia, lugar onde deveria estar", disparou José Pinto-Coelho em sua conta no Twitter.

"Jean Wyllys, não és bem-vindo a Portugal e o PNR irá dizer-te isso pessoalmente! No dia 26 em Coimbra e no dia 27 em Lisboa!”, concluiu Coelho.


COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.