A "profecia Sílvio Santos" - Já é possível sonhar com um futuro Governo Moro?


No momento em que o presidente leito, Jair Messias Bolsonaro, anunciou ter convidado o juiz federal Sérgio Moro para assumir o cargo de Ministro da Justiça, o pensamento que passou pela cabeça de milhões de brasileiros certamente foi a imagem do maior nome da Operação Lava Jato sendo o futuro presidente do Brasil, entre eles o apresentador Sílvio Santos, do SBT.

A verdade é que apesar de muito cedo para especular tal possibilidade, no mundo da política estratégias são traçadas e pensadas muito antes do que imaginamos. Diferente do que muitos pensam, a cogitação de Sérgio Moro presidente do Brasil, futuramente, é plenamente real e fundamentada nos fatos que cercam o cenário político atual.



"Nunca antes na história desse país..." (eita!) o brasileiro se envolveu tanto com política. Leia-se aqui, todas às camadas sociais e não apenas setores específicos, como era no passado. Antes mesmo de Jair Bolsonaro ter sido oficializado candidato esse ano, Sérgio Moro já aparecia na lista de possíveis candidatos ao pleito em 2016, fruto da imensa aprovação popular ao seu trabalho na Lava Jato.

Apesar de já ter afirmado que jamais assumiria um cargo político (e de fato, ser Ministro da Justiça não é assumir cargo político), ao aceitar o cargo de Ministro da Justiça, Moro demonstra seu desejo de contribuir com o país, sinalizando que é possível, sim, haver mudança de pensamento no futuro.

Se Bolsonaro fizer um bom governo, o que muitos esperam, certamente quatro anos será pouco para "consertar" o Brasil. A reeleição dele ou de um indicado (por eventual impossibilidade) estará garantida, abrindo caminho para um novo nome em 2026 e reforçando, assim, os que já estão na sua equipe.



Se apenas metade do trabalho feito por Sérgio Moro na Lava Jato for realizado no Ministério da Justiça nos próximos anos, seu nome sairá fortalecido como nunca. Existe Eduardo Bolsonaro, o filho de maior projeção - política - do atual Presidente, mas seu nome até então parece soar muito mais como alguém das trincheiras, capacitado para atuar na linha de frente da Câmara ou do Senado. Mudanças são possíveis, mas diante de um Moro mais maduro e aprovado é difícil imaginar um quadro diferente.

Profecia Sílvio Santos


Recentemente o apresentador Sílvio Santos recebeu a ligação do Presidente Bolsonaro durante o programa que anualmente levanta dinheiro para as AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), transmitido ao longo do último sábado (10).

“Nesses vinte e poucos anos que apresento o Teleton, é a primeira vez que um presidente faz a gentileza de ligar para o programa”, disse o apresentador, que em seguida cantou a pedra ressoada por muitos brasileiros:



”Sei que o Brasil não é um peso leve. Sei que o Brasil precisa de um presidente que tenha vontade de acertar e o senhor, nas primeiras medidas que tomou, já começou acertando. Aliás, eu não vou falar aquilo que penso, mas acho que nos próximos oito anos o senhor vai ficar no nosso governo e depois nos outros oito anos, tenho a impressão, é um palpite, não sou político, mas a sua escolha do juiz Moro… então eu acho que você pode ficar oito anos, depois passando para o Moro e ele fica mais oito. Então, o Brasil vai ter 16 anos de homens com vontade de fazer o Brasil caminhar", disse o profeta Sílvio.

Assista:



COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.