Bolsonaro promete acabar com indulto de Natal para criminosos: "Esse ano será o último"


O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), disse nesta quarta-feira (28), por meio de mensagem no Twitter, que, se um indulto de Natal para presos em todo o país for aprovado neste ano, "certamente será o último".

O comunicado de Bolsonaro agradou milhões de brasileiros, uma vez que ela corrobora com o desejo da população de acabar com às regalias dentro dos presídios. O futuro Presidente fez questão de ressaltar o seu compromisso de campanha:


"Fui escolhido presidente do Brasil para atender aos anseios do povo brasileiro. Pegar pesado na questão da violência e criminalidade foi um dos nossos principais compromissos de campanha. Garanto a vocês, se houver indulto para criminosos este ano, certamente será o último".

Diversos criminosos são beneficiados com o indulto, incluindo os que foram presos pela Operação Lava Jato. A repercussão direta na segurança, porém, é o ponto mais destacado pela população. Um internauta testemunhou uma tragédia ocorrida em sua família por consequência do benefício:

"Há 6 anos 2 bandidos que deveriam estar presos foram soltos no indulto de Natal e advinha o que fizeram? Cometeram um latrocínio e mataram meu cunhado. É dever do estado manter os criminosos presos. Bolsonaro neles".

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.