Parece piada, mas não é - Vice de Marina Silva defende "abolicionismo animal" em debate


Na política nem tudo é corrupção, violência e mentiras. Também há o momento de comédia, mesmo quando o assunto não é piada, mas o raciocínio bastante sincero de alguns candidatos, como Eduardo Jorge, escolhido para disputar o cargo de vice-presidente na chapa de Marina Silva.

Você já ouviu falar de "abolicionismo animal"? Nós também não, até a transmissão do debate com os candidatos a vice-presidente no último dia 04, realizado pela revista VEJA. Entre eles estava Eduardo Jorge (PV), candidato a vice de Marina Silva.



Durante um dos momentos de perguntas comentadas por outros candidatos, a jornalista Thaís Oyama perguntou a Eduardo Jorge qual seria a política do candidato para o setor pecuário, se eleito, já que ele é contra o consumo de carne animal.

"O senhor já disse considerar inadmissível que 'escravos de outras espécies', referindo-se a bois, vacas, porcos, galinhas... sofram para nos alimentar. E disse também ser favorável ao 'abolicionismo animal'. Então eu gostaria de primeiro saber o que é na prática abolicionismo animal?", questionou Oyama.

Eduardo Jorge foi direto e preciso:

"Exatamente isso o que você falou, abolicionismo animal. Não mais precisamos, porque não vivemos mais nas selvas, feras contra feras, e o desenvolvimento extraordinário da agricultura no mundo inteiro, nos possibilita evitar torturar esses companheiros que vivem conosco nesse lindo planeta terra", disse Jorge, de forma um pouco confusa.



O candidato de Marina Silva disse que no futuro "vamos viver exatamente dos produtos vegetais", explicando que "não precisamos torturar os animais pra isso". Ou seja, para nos alimentar! No seguimento do seu raciocínio, Jorge conclui:

"Da mesma forma que houve a abolição do trabalho escravo humano, haverá também no futuro a abolição do trabalho escravo desses companheiros nossos aqui na terra".

Ao comentar a posição de Eduardo Jorge, a senadora Ana Amélia ironizou: "Fechem-se todas às churrascarias do Brasil e do mundo". Assista o momento abaixo:



COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.