Após impugnação de Lula, Cuba, o país "mais democrático do mundo", critica o Brasil


Cuba criticou neste sábado o veto judicial que barrou a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência nas eleições de outubro e reforçou o sentimento de solidariedade da ilha com relação à prisão de "fins políticos" do ex-governante.


"O Ministério das Relações Exteriores de Cuba denuncia a desqualificação de Luiz Inácio Lula da Silva que o priva de ser candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) para a presidência do Brasil, o que impede o povo brasileiro de votar no mais popular postulante", afirmou o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.


Para Cuba, a prisão de Lula tem "propósitos políticos" e "faz parte das manobras para impedir que as forças políticas que empreenderam um processo de transformação social no Brasil retornem ao governo".

"O Ministério das Relações Exteriores reitera a solidariedade de Cuba com o camarada Lula, com o Partido dos Trabalhadores e com o povo brasileiro", conclui a breve nota.

O governo cubano já manifestou apoio a Lula em outras ocasiões.

Ontem, a maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por 6 votos a 1, rejeitar o registro da candidatura de Lula à presidência para as eleições de outubro. O ex-presidente está preso desde abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá (SP).


Fonte: EFE

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.