Quem possui animal de estimação é mais feliz e tem mais dinheiro, aponta estudo

Uma nova pesquisa descobriu que às pessoas que possuem animais de estimação são mais felizes, ganham mais dinheiro e se exercitam com mais frequência do que aquelas que não possuem


Em uma pesquisa com 1.000 donos de cães e gatos britânicos com mais de 55 anos e 1.000 pessoas na mesma faixa etária que não têm animais de estimação, os pesquisadores calcularam que os donos de animais tinham duas vezes mais chances de se considerarem felizes.

De fato, 9 em cada 10 proprietários concordaram que seus familiares peludos eram bons para sua saúde e bem-estar. A crença faz sentido: a pesquisa mostrou que os donos de animais registram quase o dobro de exercícios, tendo cerca de cinco vezes mais atividades por semana, contra apenas três dos não-proprietários.



“Os muitos benefícios da posse de animais de estimação incluem também o exercício cardiovascular de passear com cães, e até mesmo o trabalho doméstico leve associado à alimentação e limpeza de nossos amados animais”, diz a psicóloga e autora, Corinne Sweet, em um comunicado.

A pesquisa, encomendada pela McCarthy & Stone, uma das principais construtoras de casas de repouso do Reino Unido, pode fazer você pensar mais sobre a vida aparentemente mais triste do grupo de não-proprietários de animais.

Isso porque os pesquisadores afirmam que os donos de animais de estimação pesquisados ​​tinham mais chances de se casar, ter filhos, ter um diploma universitário e trabalhar no “trabalho perfeito”.

Mas talvez o mais chocante, ter um gato ou cachorro está de alguma forma ligado a um salário mais alto. Os participantes amantes de animais de estimação ganharam quase US $ 5.200 a mais por ano do que os não proprietários.

E os proprietários provaram ser mais filantrópicos também, voluntariando-se para instituições de caridade com mais frequência do que o outro grupo.



Mas, manter sua casa livre de animais não é de todo ruim. A pesquisa mostrou que os não-proprietários pagavam mais seus financiamentos imobiliários (69%) em comparação aos donos de animais de estimação (60%). Algo ainda melhor para esse grupo: 46% dos não-proprietários se aposentaram cedo, contra 35% dos proprietários.

Se aposentar antes do previsto pode parecer celestial para muitos, mas 7 em cada 10 donos de cães e gatos simplesmente se sentem mais relaxados com o animal de estimação ao seu lado. Metade do segmento concorda que eles nunca se sentem sozinhos, enquanto 16% dizem que seus amigos caninos ou felinos ajudaram em seu lado social - tanto que dizem que se não fosse pelo animal de estimação, eles nunca falariam com os outros.

Talvez ainda mais impressionante: 31% dos proprietários afirmam que ter um animal de estimação lhes dá um propósito na vida.

"Os benefícios psicológicos e emocionais da posse de animais são bem conhecidos entre os profissionais de saúde mental", diz Sweet.

“Ter um vínculo estreito com um animal doméstico pode impulsionar bioquímicos 'bons', como endorfinas e ocitocina; o que pode fazer os proprietários se sentirem mais relaxados, mais calmos e mais felizes em casa. Os proprietários também podem conversar com seus amigos peludos e ganhar um ouvido amistoso e reconfortante e uma recepção calorosa quando estiverem se sentindo mal, tristes ou solitários”.

Comentário:

O estudo não é nenhuma grande novidade. Vários outros já comprovaram esses benefícios. O diferencial está na confirmação e reforço que ele nos dá com relação ao especto relacional.



A felicidade nesses casos está ligada a presença de outro indivíduo dentro de casa, em nossa companhia, especificamente um indivíduo que não reage de forma negativa à nossa presença. Ou seja, que não nos rejeita. Pelo contrário, nos acolhe mesmo depois de um bom castigo.

Pode parecer estranho, mas o animal é um fator "humano" presente constantemente na casa, o que é bom para muitas vezes que passam por tristeza profunda (depressão?) e outros momentos difíceis na vida.

No caso das crianças, o simples contato com os animais estimula o desenvolvimento cognitivo, motor e a socialização. Não é por acaso que alguns bichanos são os melhores amigos do ser humano. Eles não existem por acaso.


Fonte: Study Finds
Comentário: Will R. Filho

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.