"Arranca o útero, arranca o ovário", diz psicóloga para feministas que defendem o aborto


A psicóloga e candidata a deputada federal pelo Paraná, Marisa Lobo, publicou um vídeo em sua rede social para criticar os defensores da legalização do aborto do país, afirmando que as estatísticas apresentadas sobre a clandestinidade da prática é uma farsa e que as mulheres que defendem a realização do aborto deveriam "arrancar o útero e jogar fora".

"Em primeiro lugar, se é clandestino, como é que as estatísticas chegaram a esses números?", questiona Marisa, referindo-se aos números apresentados pelos pró-aborto durante os dois dias de audiência pública no Supremo Tribunal Federal nos dias 3 e 6 desse mês.


Grande parte da argumentação de quem defende a descriminalização do aborto se concentra nas consequências da clandestinidade, argumento esse que do ponto de vista ético já foi desmontado por nós em outra matéria.

Para Marisa Lobo, no entanto, os dados referentes à clandestinidade também são falsos "porque se é clandestino, é impossível que se saiba o número de abortos feitos clandestinamente", disse a psicóloga, que também é especialista em Direitos Humanos.

"Se nós formos pela lógica, vamos entender que isso não passa de uma manipulação dos movimentos tentando legalizar o aborto", acrescenta Marisa, informando dados que podem ser consultados pelo internauta para conferir essa manipulação.

"Mulheres que se odeiam como mulheres"


Em dado momento, Marisa Lobo se voltou contra o movimento feminista, afirmando que às mulheres que desejam legalizar o aborto como um "direito sobre o próprio corpo" são, na verdade, "mulheres que se odeiam como mulheres".

"Isso é um ativismo ideológico-político de mulheres que se odeiam como mulheres... O movimento feminista... eles lutam pela não biologização da mulher. Eles lutam contra a própria biologia. Então, tem uma solução para isso", disse a psicóloga, completando em seguida:

"Toda mulher que não quer ter uma biologia feminina, arranca o útero, você entende? Então lute para ter cirurgia para arrancar o útero, arrancar o ovário e as trompas. Você nunca mais vai engravidar na sua vida. Você entende isso?", conclui.

Assista o vídeo completo com a fala de Marisa Lobo abaixo:


 

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.