"Bolsonaro é o choque de realidade que o Brasil precisa", diz Marisa Lobo

"Bolsonaro é o choque de realidade que o Brasil precisa", diz psicóloga Marisa Lobo

A entrevista com o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, que foi ao ar na última segunda-feria (30) no Roda Viva da TV Cultura, ainda está dando muito o que falar. Por conta da sua repercussão, diversas personalidades decidiram manifestar ou reafirmar o apoio ao presidenciável e uma delas foi a psicóloga Marisa Lobo, presidente estadual do partido Avante e candidata a deputada federal pelo Paraná.

"Muito antes da entrevista eu já havia manifestado apoio ao Jair Bolsonaro. Depois dela, eu apenas tive a felicidade de ver que fiz a escolha certa e que não estamos sozinhos nessa luta para renovar o jeito de fazer política no Brasil", disse ela ao ser peguntada sobre o que achou da sabatina.


Falando sobre o que espera de um possível Governo Bolsonaro, Marisa Lobo enfatizou a necessidade de devolver o equilíbrio econômico ao Brasil, mas principalmente garantir a liberdade de expressão religiosa no tocante às questões "politicamente corretas" e apoiar medidas conservadoras no Congresso, visando especialmente a família.

"Além de retomar o crescimento econômico através de uma política econômica mais liberal, eu espero que Bolsonaro corresponda a esperança de milhões de brasileiros que estão cansados dessa agenda esquerdista que só desvaloriza a família e promove tudo o que não presta nesse país", acrescenta.

"A população está cansada de ver os filhos sendo doutrinados dentro da sala de aula, do colégio primário até às universidades, sempre com pautas que desrespeitam os valores cristãos e promovem o relativismo moral", destaca.

"O choque de realidade"


Perguntada se não tem receio de estar apoiando um candidato com perfil radical e envolvido em polêmicas sobre minorias, Marisa Lobo foi taxativa: "Radical para quem? Para os bandidos, corruptos e estupradores? Porque é justamente disso que nós precisamos".



A psicóloga, famosa também por combater a ideologia de gênero, disse que na situação em que o país se encontra culturalmente, Bolsonaro possui o perfil necessário para conseguir enfrentar o avanço do que ela chama de "colapso cultural", sendo o perfil mais radical do candidato um benefício nesse contexto.

"Bolsonaro é o choque de realidade que o Brasil precisa, depois de tantos desmandos na política e na cultura. Grande parte dos grandes e velhos partidos são mais do mesmo. A Lava Jato, por exemplo, se não fosse a força da população apoiando, já teria sido extinta pelos corruptos que ainda estão no poder", disse ela.

"A população esse ano tem a chance real de mudar radicalmente de lado. E o radicalismo que me refiro é uma necessidade de mudança no bom sentido, da forma como a maioria da população que é conservadora deseja. Se deixar passar essa oportunidade, só Deus sabe como vai estar o Brasil nos próximos anos", conclui a psicóloga.

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.