CONFIRMADO: Gás sarin foi utilizado em ataque na Síria, segundo equipe da ONU

CONFIRMADO: Gás sarin foi utilizado em ataque na Síria, segundo equipe da ONU

A missão de investigação da Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq) confirmou nesta quarta-feira o uso de gás sarin e cloro contra a população civil no norte da província de Hama, no oeste da Síria, em 24 de março de 2017.

Os investigadores também consideraram como "muito provável" o uso do cloro como arma química contra um hospital da cidade de Al Ltamenah, também no norte Hama, no dia seguinte ao primeiro ataque.

As conclusões sobre os ambos os incidentes, segundo a Opaq, têm como base declarações de diferentes testemunhas, análises epidemiológicas e amostras colhidas na região.

A Opaq ressaltou, sem explicar o motivo, que a análise das informações recolhidas no terreno demorou mais tempo do que o normal para que a organização pudesse chegar às conclusões divulgadas hoje.

"O uso confirmado de sarin e cloro é profundamente preocupante. É fundamental que a comunidade internacional adote uma postura clara e firme contra o uso contínuo destas armas desumanas", alertou o diretor-geral da Opaq, Ahmet Üzümcü.

O diretor da Opaq ressaltou a necessidade de uma "grande resolução" para garantir a eficácia da Convenção contra as Armas Químicas como uma barreira permanente contra o uso e a fabricação deste tipo de armamento proibido.


Fonte: EFE

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.