VÍDEO: Professor é espancado por alunos durante "motim" em escola de Pernambuco

 

Um vídeo que está circulando nas redes sociais mostra o que seria um "motim" feito por alunos da Escola Domingos de Albuquerque, situada no centro do município de Ipojuca, em Pernambuco, onde um professor da rede estadual foi covardemente agredido por um grupo de "estudantes" que estavam no local.

Uma internauta denunciou o caso em sua página no Facebook, alegando que o professor procurou a mídia local, mas não obteve nenhuma ajuda com a denúncia: "Ao procurar nossa imprensa, essa não deu respaldo e não mostrou nenhum interesse. E sabemos que a nossa imprensa é comprada por esse desgoverno estadual", escreveu indignada Aline Pereira de Araújo.


Aline, ao que parece, também é professora e ela fez questão ajudar o colega expondo o caso e pedindo ajuda dos seus seguidores. Segundo ela, o "professor (como tantos de nossa classe) ficou sozinho com seus alunos na referida escola a noite e alguns alunos começaram uma baderna generalizada e ele para se proteger informou que se não parassem iria filmar".

Quando iniciou a filmagem, um aluno empurrou o professor e ficou lhe confrontando. Não dá para ouvir o áudio com definição, mas é possível ver na gravação que o professor foi chutado e depois, tentando escapar das agressões, foi seguido pelos agressores que continuaram lhe batendo.

"Fui abatido por três alunos", diz professor


Além do absurdo das agressões, Aline denunciou o descaso do colégio e da Gerência Regional de Educação Metropolitana Sul (GRE Metro-Sul), que no lugar de ajudar o docente, na verdade, lhe afastou da unidade:


"Quando começou a filmagem alguns alunos partiram para cima dele. Alem de apanhar ele não teve o apoio de sua GRE. Ao procurar a instancia superior (GRE Metro-Sul), ele foi transferido da escola. Alem de falta de apoio ele foi penalizado", escreveu Aline.

Procurado para comentar o caso, o professor identificado como José Spínola Sabino confirmou o incidente, ocorrido na manhã do último dia 13. Ele disse que até esse momento, 26 de junho de 2018, a GRE-Recife "ainda não se pronunciou" e que foi "abatido por três alunos. Pois apenas fotografava a confusão por falta de professor".

Perguntado sobre o que teria motivado o motim, ele disse que, aparamente, seria pela falta de 4 professores, e que a escola faz parte do "Programa de Escolas Associadas da UNESCO", o que chama ainda mais atenção pela situação da educação no Estado de Pernambuco.

Assista o vídeo abaixo:


COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

26 de junho de 2018 16:01

Tipinho de escola que só cria vagabundos!! NÃO POR PARTE DA PRÓPRIA ESCOLA COITADOS DOS PROFESSORES !! MAS PELA QUANTIDADE DE CULTURA EXISTENTE NESSE ESTADO QUE É UMA DESGRAÇA NACIONAL!!

Resposta
avatar