Maconha pode causar câncer de pulmão e pneumonite química, diz médico especialista


O consumo de drogas inaladas ou fumadas pode provocar pneumonite química, afirmou hoje (25) o pneumologista Rubén Santoyo Ayala, subdiretor médico do Hospital de Especialidades do Instituto Mexicano do Seguro Social (IMSS), em Jalisco.

“A inalação dessas substâncias provoca inflamação e irritação de pulmão e brônquios, assim como a perfuração dos seios paranasais”, detalhou Santoyo em comunicado.

O especialista indicou que a pneumonite química causa inflamação pulmonar, que facilita a contração de infecções bacterianas. Os sintomas da pneumonite química são, em sua etapa aguda, a dispneia ou dificuldade para respirar, tosse, possível ardência no peito, e respiração borbulhante ou com líquido.

Em sua forma crônica, as manifestações podem ser a dificuldade respiratória ou falta de ar, tosse e respiração acelerada (taquipneia), explicou.

O tratamento deste tipo de pneumonite pode ser feito por meio de remédios corticosteroides para reduzir a inflamação, oxigenoterapia e pode ser necessário o uso de antibióticos.

Ao referir-se especificamente ao consumo de drogas como a maconha, Santoyo advertiu que estudos recentes associaram o hábito ao desenvolvimento de câncer pulmonar. Além disso, ele disse que o uso de drogas como os solventes e a cola de sapateiro propiciam graves danos aos neurônios, aos rins e ao fígado.

Por sua vez, as chamadas metanfetaminas geram um dano oxidativo em todo o organismo, disse o especialista.

26 de junho é o dia internacional da luta contra o uso indevido e o tráfico de drogas.

Fonte: EFE

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.