URGENTE: Trump se encontra com Kim Jong Un e nocauteia mídia globalista


O Presidente norte-americano Donald Trump acaba de protagonizar um feito histórico na relação entre os Estado Unidos e a Coreia do Norte. Nunca antes na história entre os dois países uma abertura de diálogo de tal proporção foi posta em prática.

O encontro entre o Presidente americano e Kim Jong Un é o momento ápice do Governo Trump, algo que certamente será marcado na história da política mundial.


Contestado exaustivamente pela grande mídia e especialistas políticos sobre a capacidade de gestão
antes de se eleger, o encontro entre os dois países historicamente rivais que, por décadas, colocou o mundo sob tensão nuclear, manda às favas o establishment moderno.

Trump colocou em prática o seu perfil comercial, deixando claro que sua herança bilionária no mundo dos negócios não foi por acaso. Na prática, ele negociou friamente com Kim Jong Un, o que não foi compreendido por vários analistas, focados em uma interpretação politicamente correta da política.


Kim Jong Un, por outro lado, parece ter dado espaço ao bom senso. Com um PIB em cerca de 30 bilhões de dólares, valor mísero diante do seu rival direto, a Coreia do Sul (1,411 trilhão), o ditador comunista resolveu deixar de lado a rigidez ideológica para dialogar com o maior representante do capitalismo mundial, para ironia do seu pior destino.

Sem dúvida esse é um episódio que está fazendo a grande mídia contorcer. Os principais veículos de comunicação, impressos, televisivos e online estão noticiando algo inimaginável para menos de - dois anos - no poder de Donald Trump.

Qual resultado isso poderá trazer para a economia mundial, ainda não sabemos. Mas, é certo acreditar que militarmente o mundo estará respirando de forma mais tranquila.

O fato é que Donald Trump está enxergando Kim Jong Un como um homem de negócios, e é isso que está fazendo funcionar a relação entre os dois países. Uma abordagem diferente, que, embora fruto de ameaças militares, resultou no que estamos vendo hoje. Tomara continue assim.

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.