Camisetas de Bolsonaro são vendidas em feira de Fortaleza: "Impossível que ele não esteja em primeiro", diz psicóloga

camisa de bolsonaro onde comprar

Camisetas que fazem menção ao candidato à Presidência da República, Jair Messias Bolsonaro, estão chamando atenção pela aceitação popular, ao ponto de serem encontradas para venda em uma das feiras populares mais famosas do Brasil, em Fortaleza.



"Estou em Fortaleza, ontem fui visitar a feirinha na praia Meireles, e me chamou atenção o grande número de barracas vendendo camisetas do Bolsonaro", disse a psicóloga Marisa Lobo em uma postagem em sua rede social. O fato é curioso, também, por se tratar da região Nordeste, uma região tipicamente associada aos candidatos de esquerda, onde o ex-Presidente Lula, atualmente preso em Curitiba, tinha a preferência dos votos.

"Todas que vendem camisetas de personagens vendem camisetas do Mito, alguns me disseram que é a camiseta que mais vende, inclusive para crianças", observa a psicóloga, que já declarou seu apoio ao candidato. 

Propaganda espontânea para Bolsonaro coloca em dúvida os resultados de pesquisas encomendadas


Uma coisa é certa: se queremos observar a popularidade de um candidato a cargo político, devemos observar como o seu nome é tratado nas ruas, pelo maior número possível de pessoas. Sem dúvida o interesse comercial nas camisetas de Bolsonaro reflete um cenário de favoritismo popular ao cargo de Presidente do Brasil.



Comerciantes não investiriam ou mesmo abririam espaço em suas bancas para vender um produto rejeitado pela maioria, especialmente em um país onde a intolerância política está chegando ao extremo da violência contra os que rejeitam a ideologia de esquerda. Assim, conclui Marisa Lobo:

"Como vê, é impossível que ele não esteja em primeiro lugar nas pesquisas e com folga. As pessoas compram, vestem e andam numa boa. Poucas vezes presenciamos um apoio tão espontâneo de um candidato", comentou a psicóloga em sua publicação, mostrando a foto das camisetas, como vemos abaixo:

A Psicóloga Marisa Lobo encontrou camisetas de Bolsonaro em feira de Fortaleza


"É a volta da democracia, acredite. A onda conservadora está no Brasil", conclui a psicóloga, comemorando a tendência mundial de rejeição aos candidatos "progressistas".

Ainda assim, há muita coisa para acontecer até o dia 07 de outubro desse ano e o cenário político poderá sofrer algumas alterações com a participação de novos candidatos no pleito, como o ex-Ministro do STF, Joaquim Barbosa, que se filiou na semana passada ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).


COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.