VÍDEO: Professor da UFRN que criticou aluna com filha na sala é chamado de "fascista" e "machista" em protesto


Um vídeo que circula nas redes sociais está servindo de piada pronta para os críticos da chamada "esquerda" brasileira. Ele mostra o professor universitário, Alípio de Souza Filho, o mesmo que na semana passada proibiu uma aluna de assistir aula com sua filha, sendo confrontado por alunos sob gritos de "fascista" e "machista".

O episódio não seria surpresa alguma, caso o tal professor fosse um típico "direitista" ou um "conservador", como rotulam alguns. Todavia, o docente de Ciências Sociais além de aparentar ser um defensor das causas LGBTs, também é considerado de esquerda.


O vídeo publicado pela página UFRN Democrática descreve o docente como "militante LGBT". Ao que parece, o docente também discute com outros professores, supostamente, por divergências acerca das acusações feitas pelos alunos.

"Muitos desses docentes vomitaram conteúdos ideológicos por anos na cabeça desses idiotas úteis, agora o feitiço virou contra o feiticeiro. Eles que criaram a cobra, então que arquem com as consequências do 'bote'", comentou um dos internautas.

Assista o vídeo abaixo:



COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.