Jogar videogame por uma hora aumenta capacidade de concentração e memória, aponta nova pesquisa


Weiyi, professora assistente de desenvolvimento humano e ciências da família na Faculdade de Ciências Humanas do Meio Ambiente da Universidade de Arkansas, colaborou com pesquisadores do Laboratório Chave de NeuroInformação do Ministério da Educação da China, um dos principais centros de pesquisa para a neurociência na China. Dezhong Yao e Diankun Gong dirigem o Laboratório Chave e servem como co-autores do artigo.

Vinte e nove estudantes do sexo masculino na Universidade de Ciência e Tecnologia Eletrônica da China participaram do estudo.

Antes e depois de jogar videogame, avaliou-se a atenção seletiva visual dos participantes. A atenção seletiva visual refere-se à capacidade do cérebro de se concentrar em informações visuais relevantes, ao mesmo tempo que suprime informações menos relevantes.

O processamento de informações usa energia, de modo que os indivíduos que se destacam na atenção seletiva visual - quem pode reduzir o foco e bloquear as distrações - estão usando seus cérebros de forma mais eficiente.

Para avaliar a atenção seletiva visual, os pesquisadores mostraram brevemente a cada participante um quadrado no centro da tela do computador. Em seguida, outro quadrado piscou em uma parte diferente da tela e o participante foi solicitado a identificar a posição do segundo quadrado em relação ao primeiro.

Durante o decorrer do experimento, os pesquisadores também monitoraram a atividade cerebral associada à atenção usando eletroencefalografia (EEG).

Resultados

Os pesquisadores observaram que, na avaliação inicial, os jogadores experientes tinham mais atividade cerebral associada à atenção do que os não experientes.

Os experientes também obtiveram melhores resultados na avaliação seletiva inicial da atenção seletiva.

Após a sessão de videogames de uma hora, tanto os experientes como os não experientes melhoraram a atenção seletiva visual, e os dois grupos receberam pontuações similares na avaliação pós-jogo.

Os não experientes também mostraram mudanças na atividade cerebral, de acordo com os dados do EEG. Após a sessão de jogos, a atividade do cérebro foi semelhante à dos experientes.

Os pesquisadores explicaram que, embora esses resultados possam sugerir que períodos curtos de jogos de videogame possam alterar a atividade do cérebro e melhorar habilidades de atenção, novas pesquisas precisam ser realizadas para verificar quanto tempo esses efeitos duram.

"Essas descobertas, de modo algum, sugerem que a aquisição de conhecimento pode ser completada dentro de uma hora", escreveram no documento. "Na verdade, a pesquisa mostrou que a aquisição de expertise é um processo prolongado que pode demorar anos para ser concluída".


Por: Camilla Shumaker / Universidade do Arkansas 

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.