Festa de São João - Por que preservar tradições é uma questão de sobrevivência?


Algumas festividades como o São João são de extrema importância nos dias atuais. Falamos estritamente da perspectiva cultural.


O resgate de elementos que evidenciam a identidade cultural de um povo diz respeito não só a sobrevivência desse povo, no aspecto econômico principalmente, mas também da história que permitiu que este povo chegasse até seus dias atuais e construísse sua cultura, como a festa de São João.

Isso é mais, muito mais do que um costume, meramente. Diz respeito ao próprio conceito de "identidade", que significa a maneira como nos enxergamos em dado ambiente. Sem essa definição de identidade ficamos sem referências culturais, éticas e morais, afetando a maneira como convivemos em sociedade.


Não é isso o que vivenciamos na atual geração e este é um problema exclusivo da pós-modernidade, uma vez que está atrelado aos recursos da tecnologia e à consequente ruptura indiscriminada das barreiras culturais, algo bem fundamentado pelo sociólogo jamaicano Stuart Hall.

Na prática, o que assistimos é a destruição das identidades locais. Um exemplo banal, porém fiel a esse conceito, está na polêmica envolvendo Marília Mendonça e Elba Ramalho acerca dos estilos musicais no São João nordestino. Todavia, esse é um exemplo local, pequeno se comparado ao "fluxo" global, mas que não deixa de ser um resultado indireto desse.

Por essas e outras devemos ter a certeza de que precisamos valorizar cada vez mais nossas - boas - tradições, para que se perpetuem e carreguem com elas não apenas nossas identidades locais, mas também a nossa própria sobrevivência enquanto indivíduos e sociedade.

Sendo assim, feliz São João!


Por: Will R. Filho

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima