Lula dispara contra Globo e para fugir de Sérgio Moro pede "diretas já"

 

Em discurso durante a posse do Diretório Municipal do PT de São Bernardo do Campo neste sábado (20), o ex-presidente Lula posicionou-se a favor da realização de eleições diretas e pediu que Temer "saia logo".


"Nós queremos eleições diretas já, queremos o direito de eleger um presidente ou uma presidente da República, o que pode até não dar certo, mas é da responsabilidade do povo ser responsável pelos seus dirigentes políticos."


O petista afirmou que imaginava que "não seria mais candidato a nada", mas agora que é vítima de uma "provocação", voltou a ter vontade de disputar eleições. Lula disse que o Brasil está sendo tomado por um "complexo de vira-lata" e que está entregando sua economia "ao capital estrangeiro".
O ex-presidente fez fortes críticas à imprensa e disse que é necessário barrar a reforma da previdência. Para Lula, a reforma é, também, um objetivo da Rede Globo.

"Deus queira que a Globo invente o candidato dela, porque nós queremos derrotar o candidato da Globo."

Comentário:

Publicamos ontem a matéria "Eleições diretas: a estratégia da esquerda para salvar Lula de Sérgio Moro", e como podemos observar, nossos argumentos parecem se confirmar através do discurso do próprio ex-presidente Lula.

Fica cada vez mais evidente que os aliados de Lula, possivelmente condenado nos próximos dias, desejam surfar na onda de indignação da população contra os escândalos de corrupção envolvendo Michel Temer e Aécio Neves. Para isso, seguem na estratégia da defesa de Lula, ao querer politizar o processo judicial, desviando o mérito das acusações criminais para ressaltar um suposto embate político no judiciário.

Não caia nessa.

Fonte: Sputnik
Comentário: Will R. Filho




COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima