Lula tenta transformar depoimento em reality show para sobreviver a Sérgio Moro


Os advogados de defesa do ex-presidente Lula, lado a organização de petistas interessados em manter o projeto político de poder e influência ideológica do partido e aliados, não veem outra alternativa de "burlar" a condenação do molusco, senão politizando todo processo jurídico.

A tentativa de gravar, por conta própria, o depoimento do réu Lula, é mais uma forma de querer intimidar o juiz Sérgio Moro e transformar o momento em palanque político.


Para quem foi capaz de transformar o velório da própria esposa em comício, não será surpresa alguma se Lula, mais uma vez, posar de mocinho como a "alma mais honesta..." diante do juiz Sério Moro, fazendo até provocações e insinuações, certamente orientadas por seus advogados, com a finalidade de produzir "cenas" de comoção, suposta perseguição e especulação, visando futuras propagandas partidárias.

Não há dúvida alguma de que a tentativa de filmar por conta própria o depoimento resultaria em uma enxurrada de imagens e cenas editadas, visando transmitir apenas o que fosse conveniente a propaganda política do ex-Presidente. Felizmente em todas as instâncias o pedido foi negado, visto que além de configurar um privilégio em desfavor dos demais depoentes e não haver amparo no Código Penal, conforme nota emitida por Sérvio Moro, a grande motivação do pedido é óbvia.



COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima