Terrorismo: Jovem confessa conspiração para matar o Papa Francisco

Tentativa de assassinato contra o Papa Francisco

Jovem de 17 anos confessou ter recrutado um franco-atirador para disparar sobre o papa durante uma missa nos EUA, em setembro de 2015



Um jovem de 17 anos admitiu num tribunal federal em Nova Jersey, Estados Unidos, que conspirou para matar o Papa Francisco durante a missa que este celebrou em Filadélfia, em 27 de setembro de 2015.

De acordo com as autoridades da cidade de Newark, Santos Colón, que poderá ser condenado a 15 anos de prisão, declarou-se culpado de tentativa de fornecer apoio ao terrorismo.

O jovem é acusado de tentar recrutar um franco-atirador para disparar sobre o Papa e detonar explosivos durante a eucaristia, no Encontro Mundial de Famílias.

Colón, conhecido como Ahmad Shakoor, contactou um suposto franco-atirador, mas que era, na realidade, um agente do FBI.

O jovem foi detido 12 dias antes da missa realizada pelo Papa Francisco, na Filadélfia, à qual assistiram milhares de pessoas.

Comentário:

Os noticiários internacionais provavelmente não divulgaram essas informações na época do incidente, para evitar a associação do caso com o terrorismo islâmico. Todavia, uma publicação da agência ABC News revelou um boletim do FBI e do Departamento de Segurança Interna, onde faz a seguinte constatação:

"O menor foi influenciado pelo ISIS [Estado Islâmico], e tentou realizar um ataque em solo americano que envolveu múltiplos atacantes, armas de fogo, explosivos inúmeros, a um dignitário estrangeiro durante um grande evento".

Veja a reportagem no vídeo abaixo:



Um atentado terrorista contra a figura do Papa Francisco, caso obtivesse êxito, teria proporções inimagináveis no campo diplomático entre a comunidade islâmica e cristã no mundo. Felizmente o plano foi descoberto, mas o fato serve de prova sobre como o Estado Islâmico tem conseguido influenciar e arregimentar pessoas em diversas partes do mundo, em seu próprio território alvo.


Com informações: Diário de Notícias e ABC News
Comentário: Will R. Filho

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima