Marido consegue divórcio ao provar que esposa é "possuída pelo diabo"

Um homem italiano conseguiu aprovação do divórcio na justiça, após ter reivindicado que sua esposa era "possuída pelo diabo"


Um homem italiano conseguiu aprovação do divórcio na justiça, após ter reivindicado que sua esposa era "possuída pelo diabo".


A mulher havia exibido "comportamento inexplicável" desde 2007, incluindo contorções, rigidez e outros "fenômenos incomuns", segundo apurou um tribunal de Milão. Seu marido atribuiu os episódios a "possessão demoníaca".

Sua irmã, bem como um padre e um monge capuchinho confirmaram o comportamento estranho, testemunhando que a mulher - uma devota católica - tinha destruído um banco da igreja, lançando-o para o altar usando apenas uma mão.

Testemunhas até afirmaram tê-la visto levitar, antes de cair no chão.

O tribunal de Milão reconheceu que a mulher estava "claramente agitada", mas disse que "não agiu com conhecimento de causa", segundo o jornal Il Corriere della Sera.


O juiz determinou que os incidentes não poderiam ser atribuídos a uma doença, uma vez que a mulher foi julgada saudável, segundo avaliação de médicos e psiquiatras.

Vários exorcistas também tentaram curá-la ao longo dos anos, mas sem sucesso.

O casal, que tem dois filhos, teve finalmente o divórcio consentido sem culpa.

A Itália não tinha previsão para o divórcio até 1970 e as dificuldades causadas por este foram o tema de um famoso filme de 1961 "Divórcio, estilo italiano".

A comédia apresenta Marcello Mastroianni como um nobre siciliano que elabora um plano para matar sua esposa em um crime de amor, para que possa ficar livre e se casar com uma modelo mais jovem.

No entanto, a legislação que entrou em vigor no ano passado tornou mais fácil e rápido acabar com os casamentos - levando a um aumento de 57 por cento na taxa de divórcio .

Comentário:

Casos de possessão demoníaca continuam sendo alvos de muita polêmica, visto que envolve questões de fé e saúde mental. Em todo caso, a ciência também continua não conseguindo explicar todos os fenômenos do comportamento e muitos profissionais da psicologia e psiquiatria reconhecem que alguns desses casos são inexplicáveis segundo tais perspectivas de saúde. Cada situação deve ser analisada em particular.

Fonte: The Local
Comentário: Will R. Filho

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima