Ideologia de gênero é isso: Jovem pensa que é um alienígena e pretende remover órgão sexual


"Vinny Ohh , 22 anos, de Los Angeles na Califórnia , teve mais de 110 procedimentos para se transformar em um "sem gênero" extraterrestre."

O caso desse jovem que deseja se transformar em um alienígena é mais um exemplo de como a ideologia de gênero é uma contradição em si mesma. Isso, porque, se não há uma base biológica servindo de orientação para a construção da identidade de gênero, é lógico afirmar que QUALQUER COISA pode ser considerada "gênero", visto que se resume a uma percepção e sentimento destituídos de um dado concreto, como é a existência dos sexos macho e fêmea.

Dessa forma, "sem gênero" na verdade NÃO EXISTE, visto que a falta de um resulta na presença da "ausência". Em todo caso, ao se identificar como um "extraterrestre", Vinny não abandona a concepção de gênero para aderir a ideia de "gênero neutro", mas sim a falta de definição do que seria um gênero humano.


 Infelizmente, Vinny Ohh é vítima da ideologia de gênero, que na prática ignora as informações biológicas do corpo em relação à natureza do sexo, para dar a cultura e a experiência subjetiva do sujeito sua única referência de gênero. Essa é a razão pela qual chamamos IDEOLOGIA de gênero, não a reconhecendo como método científico, visto que se trata de um conceito baseado na subjetividade e abstração filosófica.



Início das cirurgias em Vinny Ohh, para transformá-lo em um "alienígena"

Vinny Ohh, segundo informações do Daily Mail, pretende também remover o seu órgão sexual.

"Agora ele planeja desembolsar mais US $ 160.000 em uma cirurgia para ter seus órgãos genitais, mamilos e umbigo removidos.", diz a matéria.

"Eu tenho um tipo de olhar como um marciano, tenho uma cabeça realmente grande, sem sobrancelhas, e eu quis apenas me conectar com isso. Quando as pessoas me perguntam como eu quero me chamar, digo:  'um extra-terrestre'", disse Vinny ainda na mesma matéria, acrescentando:

"Ao longo dos anos, eu percebi que não sou gay, bi, trans ou qualquer uma dessas coisas, eu só quero ser eu. Eu faço isso para inspirar o mundo de uma certa maneira, eu quero que as pessoas parem de rotular os outros ou colocá-los em padrões".

Vinny Ohh quer retirar os órgãos sexuais para se parecer mais com um extraterrestre

É muito triste notar a confusão psicológica de Vinny sobre a sua identidade. Em sua fala vemos justamente o dito acima, sobre a possibilidade de que "qualquer coisa" se torne um "gênero". Na prática, Vinny ao tentar não ter "gênero", rotula a si mesmo de "extraterrestre", como forma de tentar se identificar com algo, visto que isso é uma necessidade natural do ser humano.

A matéria informa que ele é um ativista LGBT e, não por acaso, traduz em seu próprio corpo a concepção política desse movimento. Olhar para Vinny, infelizmente, é enxergar a incorporação da própria ideologia de gênero em seu resultado final num futuro muito possível.

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima