Projeto de lei permite afastamento das mulheres do trabalho durante menstruação

 Mulheres vão poder se afastar do trabalho durante a menstruação se for aprovado o projeto de lei 6784/16

A proposta é do deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), que pretende dar as mulheres o direito de se afastar do trabalho durante a menstruação, por até três dias, desde que haja compensação de horas para a empresa. O Projeto de Lei 6784/16 está em tramitação na Câmara dos Deputados e ainda precisa ser avaliado por diversas comissões, entre elas, a de Defesa dos Direitos da Mulher.


“Cerca de 70% das mulheres têm queda da produtividade do trabalho durante a menstruação, causada pelas cólicas e por outros sintomas associados a elas, como cansaço maior que o habitual, inchaço nas pernas, enjoo, cefaleia, diarreia, dores em outras regiões e vômito”, disse Bezerra em publicação no site da Câmara, ao se referir a um estudo feito pela empresa MedInsight.

Bezerra também se baseou numa decisão tomada por uma empresa britânica, que adotou a medida recentemente; “O afastamento do trabalho durante a menstruação tem respaldo científico e é defendido por médicos, levando-se em conta as alterações sofridas pelo corpo feminino durante esse período”, disse ele.

Comentário:

Os gestores modernos compreendem que quanto mais investem na qualidade de vida dos seus funcionários, maior é a satisfação com o emprego e, consequentemente, melhor é a produção. Além disso, a flexibilidade de horários e ajustamento das necessidades pessoais às demandas da empresa é uma tendência inegável da atualidade. Oferecer as mulheres em período de menstruação a opção de tirar alguns dias de folga, conforme achar necessário, sem dúvida é algo louvável e merece aprovação.

Para ler a íntegra do projeto, clique AQUI.

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima