Cristãos evangelizam com grafites em Cuba, país onde o cristianismo é perseguido

 O grafite é usado para evangelizar a população de Cuba

A perseguição religiosa aos cristãos em Cuba ainda existe, porém, de forma implícita, muitas vezes silenciosa e mascarada de outros elementos, tais como medidas proibitivas do governo que visa inibir o avanço da doutrina cristã. Por outro lado, o número de cristãos em Cuba aumenta e uma prova disso é que jovens estão fazendo grafites nas paredes de Havana para evangelizar.

"Todo mundo tem um pedaço dessa parede para fazer uma imagem diferente, mas com o mesmo significado. Os três céus irão se complementar em um só, unidos por um único texto", disse o artista plástico Rafael Díaz em publicação no portal CPAD News.

Eles encontraram numa forma simples e artística uma forma de anunciar o evangelho cristão. Invés de pichações, utilizam grafites, isto é; desenhos elaborados de forma mais clara que visa transmitir uma mensagem a todo público, geralmente de forma sensível e impressionista.

"Isso é algo muito diferente. É a Palavra de Deus sendo capturada em uma imagem (...) Eu acho um passo gigantesco poder sair da estrutura da igreja ou de um quadro. Estamos fazendo isso em um grande muro da cidade. Para mim é um prazer trabalhar para o meu Pai, que está no céu”, informou o grafiteiro Alejandro Rubiera na mesma matéria.


COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima