08 sinais de um relacionamento gaslighting - Como identificar abuso psicológico e manipulação emocional

Sinais de abuso psicológico e pessoas gaslighting

Se você não leu o texto onde trazemos o conceito abordado pelo Dr. Preston sobre o que significa o termo "gaslighting" e como acontece o abuso psicológico ou emocional, primeiro clique AQUI para ler a matéria.

A baixo, listamos os oito sintomas apresentados por ele no livro que trata especificamente sobre o assunto, veja:

1. Constantemente você lembra das suas Falhas


Um dos mais claros sinais de gaslighting ocorre quando em um relacionamento pessoal ou no local de trabalho, você está submetido regularmente a lembretes da suas deficiências, fraquezas e coisas indesejáveis. Você se sente como se houvesse sempre algo de errado com você, com o que faz, e que nunca é bom o suficiente.

Muitas declarações gaslighting são generalizadas. São comentários depreciativos e negativos, estereotipados. O gaslighter faz essas acusações não para discutir questões ou resolver problemas, mas para colocar a vítima na defensiva. Ao atacar você em um nível pessoal, te faz se sentir vulnerável, assim o gaslighter cria uma disparidade poder na relação, a partir da qual você pode então ser explorada(o) para obter vantagens.


2. Você muitas vezes se sente inseguro e incerto


Em um relacionamento gaslighting, você costuma se sentir ansioso(a) e inseguro(a) de si mesmo(a). Você pode se sentir inseguro sobre como deve se comportar, a incerteza em relação ao que se esperam de você e ansiedade sobre quando o gaslighter vai agir novamente.

Você pode até questionar o seu valor como pessoa; que de alguma forma não é bom ou boa o suficiente como um parceiro, ou como descendente, empregado, ou para alguém do seu convívio particular.

3. Você sente como se estivesse andando em cascas de ovos


"Estas molduras na sala de estar estão tortas. Eu lhe disse para verificar quando você limpar a casa. Vamos! Não seja estúpida!", diria um marido para a esposa.

Outro sinal de gaslighting é quando você sente que não pode se expressar livremente na frente do gaslighter. Qualquer coisa que você diga ou faça não está certo. Em sua presença, você se sente nervoso(a) e tenso(a), sem nunca saber quando ele vai começar a se voltar contra você, direcionar suas falhas ou lançar outra acusação.

Você pode experimentar sintomas de muito estresse, ansiedade, depressão ou trauma. Pode começar a desenvolver sintomas obsessivo-compulsivos - a necessidade de monitorar e corrigir a si mesmo várias vezes - por medo de dizer ou fazer a coisa errada, sendo ridicularizado(a) pelo gaslighter. Você pode até se sentir como se estivesse perdendo o controle da sua mente ( "enlouquecendo").

Você vai se sentir significativamente mais confiante, mais feliz e mais livre quando estiver longe de influência coercitiva do gaslighter.

4. O gaslighter raramente admite falhas. É altamente agressivo quando criticado


A dinâmica de um relacionamento gaslighting é ele (ou ela) indo frequentemente para o ataque, com a vítima constantemente na defensiva. O gaslighter raramente, ou nunca, fala sobre suas próprias falhas e deficiências. Se criticado, mesmo moderadamente, o gaslighter patológico rapidamente usa inúmeras culpas ou se passa por vítima para encobrir suas próprias deficiências, contornando a situação para criar um novo ciclo de falsas acusações contra o outro.

Com esta tática, o gaslighter é capaz de tirar o foco de si mesmo, evitar uma análise séria do seu comportamento e fugir com suas próprias transgressões e inadequações.

5. Você faz comentários autodepreciativos


Desde o início, o objetivo do gaslighter patológico é distorcer sua percepção e sua identidade, depois de um tempo persistente de ridicularizações a seu respeito. Você pode começar a se questionar, perguntando se alguns dos comentários e acusações pejorativas do gaslighter sobre você são realmente verdadeiras.

Você pode começar a pensar e sentir coisas negativas acerca de si mesmo, fazendo comentários autodepreciativos, rejeitando suas próprias qualidades, valores e sua essência. (...)

Um dos tipos mais comuns de declarações autodepreciativas é a que diz "sinto muito", mesmo quando você claramente é a vítima que está recebendo maus tratos. É um exemplo clássico de quem é vítima.

6. Apesar do mau tratamento, você olha para o gaslighter querendo aceitação, aprovação e validação


Alguns gaslighters manipulam a vítima com hostilidade frequente, combinado com o suborno positivo ocasional. A vítima que deseja evitar o conflito, esperando melhor tratamento, pode se tornar cada vez mais compatível com o manipulador. Desta forma, uma relação co-dependente é formada.

O Dicionário Oxford define co-dependência como: "Dependência emocional ou psicológica excessiva de um parceiro" (para saber quais são os 10 sintomas da dependência emocional clique AQUI)

Em um relacionamento gaslighting, o gaslighter tem o poder de conceder aceitação, aprovação, respeito, e segurança. Ele ou ela também tem o poder (e muitas vezes ameaça) de levá-los embora. Com esta tática, o gaslighter retém o poder, privilégio e direito sobre o outro.

7. Você esconde e permite a coerção do gaslighter


Em um exemplo típico da psicologia do abusado, algumas vítimas de gaslighting se sentem envergonhadas por estarem sobrecarregadas ou impotentes diante do gaslighter. Elas querem encobrir o abuso psicológico e o sofrimento, assumindo muitas vezes uma aparência de duronas, ou entrando em negação, fingindo que está tudo bem.

Quando a família ou amigos perguntam se está tudo bem, a vítima surge com uma infinidade de desculpas, dizendo, por exemplo: "não é realmente assim tão mau", "meu marido está passando por um monte de estresse ultimamente", "a culpa é minha, eu a deixava furiosa", "ele não quer dizer isso, realmente", "eu sou sensível demais", ou; "pelo menos eu tenho o que eu tenho."

8. Você se sente preso e/ou sozinho(a)


Por todas as razões acima descritas, as vítimas de gaslightings muitas vezes se sentem presas e solitárias. Algumas vítimas se isolam sob a coerção do gaslighter, enquanto outras, mesmo com contatos sociais, podem se sentir apreensivas, revelando suas dificuldades, ou pessimistas sobre a possibilidade de que as coisas mudem para melhor. Muitas vítimas de gaslighting escondem suas lágrimas de forma silenciosa, sabendo que, no fundo, elas merecem algo melhor.


Adaptação: Opinião Crítica

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima