Igual a um botão de rosa, sentimentos!

Sentimento é igual a uma árvore: para colher flores, frutos e sombra, primeiro a gente planta, rega, dá forma, espera amadurecer e, principalmente, deixa criar raízes profundas o suficiente para que quando vier a chuva, os ventos, não caia, mas resista o tempo que for preciso até que a tempestade passe. 

Se alguma etapa desse processo for ignorada, os sentimentos até podem surgir, mas crescerão deficientes devido a falta de cuidado e paciência suficientes para o seu amadurecimento. 

A árvore, nesse caso, será torta, e a falta de nutrientes prejudicará o desenvolvimento das suas raízes. De fato, no "campo sensível" dos sentimentos só tem mais sucesso os que são igualmente sensíveis o bastante para encarar as demandas do coração como botões de rosas, querendo apenas alguém que lhe regue a alma e segure em suas mãos com a delicadeza necessária para que não seja sufocado. 

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima