Brasil, um País Surreal e de Comédia? - Opinião do Leitor!


No Brasil um preso vale o mesmo preço que um policial. O governo gasta o mesmo dinheiro com um e com outro, são R$ 3.000,00. Nos EUA, um país rico, o detento paga pela passagem na cadeia trabalhando.

No Brasil o auxílio reclusão ( ajuda para os presos ) é maior do que o salário mínimo que o trabalhador passa o mês na labuta para receber.
 
No Brasil um pobre não pode colocar uma pessoa a mais no carro por um motivo ou por outro, porque além de receber multa, passa por constrangimentos, mas um empresário que é rico e tem uma frota de ônibus destinado ao transporte público, cobra passagem cara e coloca "meio mundo" de pessoas em pé, sem levar MULTA alguma em virtude das pessoas que estão em pé e sem cinto de segurança.(EMPRESÁRIO PODE $$$$$$$).

No Brasil quem realmente precisa de uma casa para morar ou um teto e vive em condições sub humanas, não tem sequer um auxilio TIJOLO, mas os Ministros do STF auto decretaram um auxilio moradia, no valor de quase cinco mil reais. Pobrezinhos, eles ganham tão pouco (...)!

O Brasil é auto suficiente em petróleo, mas é a gasolina mais cara do mundo. O carro que fabricamos é mais caro do que os vendidos no exterior. Se tudo aqui é "MAIS CARO", deve ser PORQUE O BRASILEIRO É MAIS RICO E PODE COMPRAR, certo?

No Brasil se gasta milhões em campanhas eleitorais, quando não existe SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA.

No Brasil, para quem não sabe, gastamos mais da metade do nosso salário em impostos e não temos o retorno disso. Era melhor não ter nenhum serviço, mas também não ter imposto algum.

No Brasil o IPVA não é suficiente para tapar buracos, fazer ruas e avenidas, será que não é o bastante?

O mínimo que você pode fazer nessas eleições é mudar o governo posto, ou então se estiver satisfeito deixe tudo como está.

Johonson Maia - Agente da Policia Civil e Advogado

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima