A Inversão de Valor na Cultura do Futebol




Se a população brasileira valorizasse o trabalhador comum da mesma forma que valoriza o jogador de futebol, talvez no Brasil não houvesse tanta miséria;

Se o povo tivesse o mesmo interesse por educação, informação e boa cultura, como tem pelos resultados e comentários infinitos sobre futebol, talvez no Brasil não houvesse tanta desigualdade;

Se o povo fizesse o mesmo sacrifício para comprar livros, como faz para comprar ingressos e se deslocar aos Estádios para assistir a jogos de futebol, talvez no Brasil não houvesse tanta corrupção;

Se o povo tivesse o mesmo empenho que tem para discutir resultados de campeonatos e brigar pelo seu time, por assuntos referentes as decisões políticas que tanto afetam o curso de nossa nação, talvez o Brasil não estaria vivendo uma onda de protestos;

Se o povo soubesse que o motivo pelo qual ele inverteu o valor das coisas descritas acima é porque foi submetido a uma cultura de "pão e circo", no fim de sustentar a exploração do capital com sua própria força de trabalho, talvez o Brasil fosse um pais mais justo, mais saudável e, de fato, "de todos"...

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima