OS 10 PROBLEMAS MAIS COMUNS NO RELACIONAMENTO - PARTE 1

Os dez problemas mais comuns no relacionamento listados a seguir falam de comportamento e sentimento. Não de problemas sociais, como finanças, moradia, profissão e etc. 

Leia também:



O texto esta dividido em duas partes devido ao tamanho, ao final você verá o link para a segunda parte: Vejamos os 5 (cinco) primeiros tópicos:

1º - Falta de Diálogo;
 
            Apesar de básico e crucial na vida de qualquer pessoa, essa não é uma prática constante na maioria dos relacionamentos, principalmente se entender-mos como um diálogo aberto, sincero e compromissado com a melhora do casal.
Muitas vezes estabelecemos um diálogo, ou aceitamos um, apenas como forma de manter um padrão de entendimento acerca de um certo assunto ou problema. Muitos usam isso como uma maneira de sustentar a relação no limite do aceitável. O diálogo então existe não para aproximar e criar afinidades, evitando assim futuros problemas na relação, mas para “fechar” acordos de manutenção quando todos os outros recursos já foram esgotados e os problemas JÁ EXISTEM... Isso acontece quando não se tem o hábito e o prazer de conversar sobre tudo, talvez por achar que o diálogo quando tratado de forma objetiva e transparente é sinônimo de chatices e desentendimentos.

2º - Conflitos de Interesses;

            No início do relacionamento a paixão nos cega os critérios e mesmo aquela pessoa tão diferente acaba sendo nossa “alma gêmea”. Só depois você percebe que não existem tantas afinidades assim, mas agora não sabe como resolver esse sentimento de diferença onde os conflitos de interesses já são cada vez mais evidentes.
            É possível amar e ter um bom relacionamento em meio às diferenças, mas não quando essas atingem interesses pessoais. Assuntos como educação, religião/fé, valores comportamentais, precisam ser expostos logo no início do relacionamento, caso contrário será difícil conciliá-los depois.

3º - Ciúme/Possessão;

A existência do ciúme é multifatorial, cada caso deve ser analisado separadamente, no entanto a insegurança cultivada pela baixa estima é o principal motivo do ciúme nos relacionamentos.
            Um detalhe importante é saber que todo ciumento exagerado é visível no início do relacionamento, mas a paixão nos faz enxergar aquele “ciuminho” como um charme, uma coisa bonitinha...  Aquela possessão como uma manifestação de amor, de apego, etc. Cuidado! Atente para os seguintes sinais:

ü      Você é a única razão de viver dele(a). É melhor morrer do que viver sem você (essa frase deve ser considerada junto com outras características);
ü      Ligações constantes sem motivos ou motivos muito fúteis que geralmente são utilizados para esconder a necessidade de monitoramento;
ü      Necessidade de controlar tudo, saber de tudo, querer dominar tudo que você faz ou vive, não deixando espaço para sua vida pessoal, desejos e afinidades. Nesses casos a pessoa inventa desculpas para freqüentar o maior número de ambientes e atividades que você, ou te fazer desistir dos que ela não pode;
ü      Você vai aonde eu for ou se eu for com você, caso contrário os dois não vão para lugar nenhum. Cuidado! Parece algo normal, apenas no início, mas com o tempo isso se torna cansativo e manipulativo;
ü      Você é freqüentemente visto e citado como “propriedade” e o “amor” é apenas uma forma de justificar isso. Apesar das manifestações de carinho e afeto, declarações, etc. Você na verdade é aquilo que representa o símbolo de segurança emocional e auto-estima para o outro. Toda afetividade, geralmente representa um cuidado consigo mesmo(a), transferindo o valor que deveria existir em si próprio para o outro. Esse é o motivo de tanta possessão...
           
4º - Dependência Emocional;

            Estar bem, alegre, motivado(a), confiante, tem tudo haver com o outro. Se o outro não estiver, você também não está. Pessoas assim não criam sua própria vida, não controlam por si mesmas seus sentimentos e até mesmo algumas de suas decisões. Elas apenas se submetem ao que o outro vive.
            Importante observar é que elas geralmente não admitem isso. Só vão perceber quando o relacionamento termina, então tudo vem a tona e o sentimento de perda é imenso!

5º - Diferenças de Opinião;

            O problema aqui não é exatamente a diferença de opinião, mas a ausência de cumplicidade. Saber ouvir antes de falar e procurar entender os motivos do outro é fundamental.

Veja a seguir os outros 5 (cinco) problemas mais comuns no relacionamento, dentre eles a traição, clicando AQUI!

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima