3 DICAS PARA EVITAR PROBLEMAS DE RELACIONAMENTO


Posso afirmar com todas as letras; o maior problema humano é o conflito de relacionamento, e dentre muitos conflitos desse tipo um se destaca consideravelmente; é o conflito amoroso. Mas será que existe alguma receita ensinando a resolver ou evitar esses conflitos?

Tive muitas oportunidades de experimentar todo tipo de “receita”, um pouco na vida pessoal, mas principalmente no “aconselhamento” a outras pessoas, o que me influenciou futuramente na Ciência comportamental a qual estudo. 

Receitas para evitar conflitos amorosos não existem, ainda que seguindo algumas regras conflitos amorosos vão existir. Penso que melhor é estar preparado para enfrentar e passar por eles com o mínimo de sofrimento e, claro, sem deixar de viver o melhor possível!

Mas o interessante é que quando pensamos em estar preparado para enfrentar esses conflitos, esse preparo acaba se transformando em medidas preventivas, pois o preparo no qual me refiro implica em comportamento e conceitos pelos quais somos motivamos a viver ou não um relacionamento. Sendo assim, vejamos alguns dos principais pensamentos que considero importantes para se evitar conflitos de relacionamento amoroso:

1º - Tudo que começa mal tende a terminar mal;

            Nossa! Isso é o básico do básico e mesmo assim parece ignorado por muitos. O problema muitas vezes está na expectativa que é criada em torno do relacionamento, imaginando que um dia (sabe-se lá quando!) tudo vai melhorar, não percebendo a pessoa que já começou errado e, portanto ficará muito mais difícil consertar as coisas. Os erros mais comuns no início de relacionamento são:

ü       Ela ou ele acabou de sair de um relacionamento, mas quer ficar comigo...  Obs. É porque realmente gosta ou porque você representa um meio de fuga provisória às infelicidades do relacionamento anterior?

ü       Tenho muitos projetos, planos, etc, mas terei que abandoná-los no momento para ficar com ele (ela)... Obs. Cuidado com as “condições” da união. Geralmente um amor verdadeiro não exige mudanças radicais que dizem respeito a sua personalidade, elas são conseqüências espontâneas da união, quando necessárias...

ü       Percebi que as pessoas tem me falado que estou muito diferente depois que comecei o relacionamento... Obs. Cuidado! Geralmente um amor verdadeiro é a conseqüência daquilo que realmente somos, não do que devemos ser pelos “outros”. Se você está mudando e as pessoas que lhe conhecem mais intimamente estão reclamando, é hora de dar mais atenção a elas e tratar de reavaliar sua postura;

ü       Apesar de dizer que me ama, ele (ela) não expressa tanto esse sentimento em público. Põe dificuldades em relacionar-se com minha família e amigos e parece dar mais atenção a sua vida que a minha. Obs. Pode ser que não, mas... É comum confundir amor e paixão com interesses pessoais e joguinhos de conquista. Você esta em par de igualdade com outras “coisas”, sendo apenas conveniente enquanto houver motivo de interesse.  


2º - Trace um perfil do relacionamento ideal para você e o busque com paciência:

            Percebeu que não falei pessoa ideal, mas sim relacionamento? Você nunca encontrará uma pessoa ideal, pois o único ideal não passa daquele criado por sua mente projetado a outra pessoa, o que certamente lhe trará frustração. Mas com o relacionamento sim, você pode acreditar num ideal, pois ele é feito a dois e depende dos dois para existir, por isso é mais fácil ser moldado, principalmente quando isso é feito através de conceitos bem formulados acerca do assunto...

3º - O perfil de quem você deseja será o equivalente ao que você vive;

            Muito importante! Não seja falso consigo mesmo, se deseja alguém fiel, não busque quem é capaz de se relacionar com você estando com outra pessoa, pois o mesmo fará com outro(a)... Não queira alguém honesto e sincero se você admite o engano e omissão de fatos... Não queira achar inteligência e sabedoria em alguém que demonstra fanatismo por algo ou interesse em coisas inúteis a vida de qualquer ser-humano de bom senso. Ou seja, seja coerente com o que você deseja. A pessoa e o relacionamento que você busca deve estar enquadrado ao tipo de vida que acreditas ser bom, caso contrário só terá decepção.

Bom, esses são tópicos gerais, neles se ramificam muitas coisas que você mesmo deve ter a capacidade de visualizar. O importante é entender que todos eles são nada mais que elementos conceituais, ou seja, todo problema de relacionamento amoroso é a conseqüência de problemas anteriores, relativos ao nosso comportamento e conceitos e por isso é possível prevê-los ainda no início. Isso é mais evidente numa sociedade cada vez mais confusa e dispersa em valores. Se por um lado as pessoas “evoluem” sua concepção de relacionamento a dois, por outro elas se perdem nos maiores e mais importantes motivos que levam a esse relacionamento, o amor, a felicidade e o respeito.

Em breve escreverei o texto intitulado “os 10 problemas mais comuns no relacionamento amoroso” Fique ligado no Vitrine2009 ou assine seu email em nosso feed e receba essas e outras publicações por email.

Deixe o seu comentário abaixo e até a próxima...

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima