SÍMBOLO MISTICO É A MARCA ELEITORAL DE SERRA!

Esse texto não é mais uma especulação barata, mas apenas uma observação baseada em fatos visíveis e certamente intencionais, acerca da campanha do candidato a presidência da república José Serra, onde a grande questão é: por qual motivo ou interesse o candidato José Serra e partidários escolheriam como símbolo eleitoral, no SEGUNDO TURNO, exatamente o Yin Yang? Vejamos...

Yin Yang é, na filosofia chinesa, uma representação do princípio da dualidade de yin e yang, o conceito tem sua origem no Tao (ou Dao), base da filosofia e metafísica chinesa. Segundo esta filosofia (que para os seguidores do Taoísmo é religião) toda a energia criadora do universo se divide entre o bem e o mal, estando, porém, dentro de uma mesma esfera de existência, coexistindo uma pela outra, ou uma para a outra. Dessa forma, não existe um nível hierárquico, ou seja, uma energia seja ela o bem ou o mal não é maior que a outra, as duas são COMPLEMENTOS de um TODO maior, do qual emana, surge, principia-se toda a existência, inclusive nós!

Completamente diferente do cristianismo, por exemplo, o Taoísmo sintetizado no símbolo do Yin Yang, utilizado na campanha de José Serra com a letra S separada pelas cores verde e amarela (veja acima), não concebe um Deus supremo Criador, único, revelado e pessoal, nem uma categoria de espíritos malignos responsáveis pelo mal, chamados de demônios. O Taoísmo defende que em nós, humanos, está à origem de todo o desequilíbrio (ou equilíbrio) daquilo que gira em nosso redor, portanto, nós somos deuses em potencialidade. A ideia principal dessa filosofia religiosa é despertar aquilo que chamam de “eu superior”, o qual é identificado como uma consciência teoricamente mais evoluída. O pilar principal desse ensinamento é: Deus é apenas uma energia cósmica, nós somos uma pequena parte dessa energia com potencial de evolução.

O que está em questão aqui não é o que cada candidato acredita, ou não! Não estou discutindo religião, mas o fato do candidato Jose Serra utilizar em sua campanha presidencial um simbolismo tão peculiar e significativo. Afinal, o que ele quer transmitir ao povo brasileiro? Uma clara intenção religiosa de sua pessoa? Qual é a ideia?

Bom, penso que ao decidir o seu voto você deve também escolher aquilo que representa o seu candidato como um todo, isto é, também as suas convicções pessoais, pois delas é que poderão partir medidas que influenciam diretamente o regime da nossa nação. E ao fazer do Yin Yang sua principal marca eleitoral no segundo turno, dizendo que onde existe o mal existe o bem, e ambos coexistem NUMA MESMA ESFERA DE AÇÃO, sendo co-dependentes, José Serra está deixando bem clara sua posição filosófica não apenas na religião, mas também nas suas atitudes...

Deixe seu comentário logo abaixo, abraço e até a próxima...

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima