OS 10 MOTIVOS DA TRAIÇÃO


 
1º - Você não gosta realmente dele(a);

Obs – Essa é muitas vezes uma conclusão difícil para você mesmo(a). Tudo começou muito bem, mas tavez seja apenas uma paixão passageira. Acontece que com o passar do tempo você criou vínculos afetivos e rotinas do dia-a-dia que se misturaram com a paixão, agora é difícil saber discernir entre a paixão real do afeto e costumes. Mas, na prática, você vai percebendo que os desejos e o prazer de estar com o outro não se trata de uma motivação sexual-afetiva ou que simplesmente não há mais prazer algum. É nesse momento que sua condição emocional e sexual ficará vulnerável as investidas de outros,  pois é uma condição que seu atual parceiro não consegue mais atingir.  Nesse caso, para não ocasionar a traição é bom usar a consideração, comunicando a situação ao atual companheiro.

2º - Você gosta, mas não é correspondido(a), por isso desconta sua frustração com outra(o);

Obs - Este é um fato comum, em outras palavras você pensa: "já que ele(a) não me valoriza, vou mostrar que existe alguém que me deseja". Na prática isso é uma cilada, pois quem se passa por ridículo(a) no final da história é você. No primeiro momento pode lhe dar uma sensação de poder e conforto psicológico por achar valor em si mesmo(a) ao demonstrar-se "desejado(a)" por outra pessoa. No entanto, perceba que o problema de você não ser correspondido(a) se localiza em SEU parceiro, ou seja, no interesse DELE(A) por você.

Portanto não é vendo você com outro(a) que isso vai resolver, mas sim o que ele(a) vê EM VOCÊ ou o que VOCÊ vê nele que te faz se submeter a esse tipo de situação desnecessária, uma vez que você já provou para si mesmo(a) que existem outros que lhe desejam.

A  grande questão é: o que te faz dependente de uma pessoa que não corresponde aos seus sentimentos? Será que o problema é, realmente, seu parceiro ou seria o modo como você se valoriza?

3º - Você não gosta o suficiente, mas outros interesses fazem você manter uma relação de conveniências;

Obs. Complicado heim? O que posso dizer é muito simples: "um dia a casa cai". Muito cuidado, pois essa casa pode ser sua própria felicidade, realização pessoal, sentimental, familiar, etc. Relacionamento humano à dois, numa mesma casa, cama e coração  (ou não), deve ser movido por um sentimento autêntico de união e cumplicidade, qualquer coisa fora disso transforma a união numa relação de conveniências e isso inevitavelmente terminará em traição.

4º - Você não é valorizado(a) o bastante e sente a necessidade de buscar esse valor em outras(os);

Obs. Talvez um dos motivos mais comuns, mas também o mais fútil. Semelhante ao item número dois o problema aqui que te leva a traição não é o fato de não ser valorizado(a), mas o de permanecer com uma pessoa que não te valoriza e, assim, fazer disso uma necessidade de buscar satisfação em outros(as). Não seria mais fácil buscar valorizar a si mesmo(a)? 

5º - O relacionamento não é mais o mesmo, os dois mudaram, apesar de ainda existir afeto;

Obs.  Uma fatalidade anunciada é o nome desse problema. A verdade é que problemas como a monotonia, agressividade e indiferença no relacionamento é uma consequência verdadeiramente do ---- casal ---- e não de um ou de outro. Pois essas são características comportamentais que vão se revelando já no início do relacionamento., onde um admite os sintomas do outro gradualmente.

Se o relacionamento mudou é porque algo em você também mudou, mesmo que por influência do outro. Esse é o momento de pensar: o que mudou pode ser resgatado? Tem conserto ou não? Foi uma alteração do comportamento dos dois? E aqui vai uma grande dica: essa mudança de comportamento é uma característica de personalidade ou uma adaptação a um problema ocasional que o casal esta passando? Se for de personalidade dificilmente você irá mudar, mas se for ocasional então pode ser resolvida à dois, talvez com ajuda de um profissional.

6º - Você é daqueles que separa amor e sexo, pensa que fidelidade diz respeito ao amor e que o sexo com outra pessoa não significa trair esse sentimento;

Obs.  Uma teoria aclamada principalmente pelos homens. Não vou me dar o trabalho de refutá-la em detalhes pois seria necessário escrever um outro texto específico (quem sabe depois). Mas posso dizer que essa prática é incompatível com o sentimento de amor, conforme temos experimentado e testemunhado por aqueles que realmente vivem e conceituam esse amor.

O amor não aprisiona, nem deve, mas exige cumplicidade, transparência e confiança. A menos que você esteja fazendo isso com o consentimento do seu parceiro(a) (ai é assunto para outro texto), isso é traição e, portanto, um ato que não é nada transparente e muito menos confiante.

7º - Você tem baixa autoestima, sem perceber para se sentir valorizado(a) precisa estar testando como os outros lhe veem e lhe aceitam;

Obs.  Poucas pessoas percebem isso em si mesmas, mas é bastante comum. É o tipo de pessoa que para ela não bastam os elogios do seu parceiro, os carinhos, a atenção, essas coisas são quase sempre motivos de desconfiança e você fica geralmente com a sensação de que poderia ser melhor ou de que falta algo.

Na verdade em seu relacionamento não falta nada, onde falta é em VOCÊ!

Normalmente esse tipo de problema te leva a uma sensação de carência que acaba te fazendo mais vulnerável as investidas de outros(as), causando, assim, a ilusão de preenchimento desse "vazio" ao se relacionar com outra pessoa, pois isso lhe dá a falsa esperança de que "com esse(a) é bem melhor". No entanto, passa um tempo e você começa a sentir as mesmas coisas, te conduzindo à outros e outros relacionamentos, gerando um ciclo vicioso e também perigoso...

8º - Você é muito inseguro(a), desconfiado(a) e vive atormentando seu parceiro com possíveis traições, levando-o a despertar uma curiosidade que o levará a prática;

Obs.  Cuidado! Pessoas que ficam dizendo para o seu parceiro: "não quero você com fulano(a). Sicrano foi para a festa? Beltrano está ligando para você? Não quero você andando com fulana. Beltrana é isso, aquilo, e fica se atirando muito com você, etc". Ou seja, a chance de seu parceiro ou até mesmo você trair é muito maior quando você ou o outro fica "enchendo o saco" do parceiro com propagandas de traição com fulano, beltrano ou sicrano.

É comprovado que o despertar da curiosidade tende a nos levar a prática, portanto, aprenda mais sobre confiança e bom senso e esqueça beltrano, sicrana e fulano.

9º - Você quer terminar o relacionamento, mas não sabe como e vê no choque da traição a única maneira de distanciá-lo(a) para sempre.

Obs.  Acredite, muita gente faz isso, você mesmo(a) pode ter sido uma vítima sem saber (ui!). Encarar de frente para dizer "não te quero mais, vamos terminar", para algumas pessoas é mais difícil que simplesmente provocar o término do relacionamento por iniciativa do outro ao saber que está sendo traído(a).  Isso é um problema de índole, caráter ou aprendizado, de pessoas que, em quase tudo na vida tem dificuldades de encarar os problemas e desafios de frente, refletindo essa característica no relacionamento. O pior é que o tiro pode sair pela culatra e o que seria a resolução de um problema ser apenas o início de outro muito maior. Bom senso é a palavra!

10º - Você tomou um bela CACHAÇA e sentou a(o)... na primeira pessoa que passou pela frente.

Obs. Puro engano! A bebida não leva ninguém a fazer NADA QUE ANTES NÃO TENHA DESEJADO. A alteração provocada pela bebida apenas potencializa a manifestação e práticas de desejos rigidamente controlados ou omitidos. Quem trai e põe a culpa na bebida esta apenas sendo covarde consigo mesmo em não trazer a tona os desejos que tanto reprime em sã consciência. Isso é motivo de pensar e avaliar com cuidado, pois tem muita gente se aproveitando e criando até dupla personalidade: a do antes e depois da festa!

Muitos pontos poderia listar aqui, bem como detalhar os motivos que levam a eles, mas o texto ficaria muito grande e não é essa a intenção.

O que você pensa, qual é sua experiência sobre o assunto? Participe e deixe seu comentário abaixo. 

Abraço e até a próxima...

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima
12 de fevereiro de 2010 10:33

Adorei seu texto... mostra claramente que o problema da traição está nos "sentimentos" que envolvem o próprio casal e o individual de cada um na relação.
Muito bom mesmo.
Beijo no coração

Resposta
avatar
12 de fevereiro de 2010 17:49

Olá Valéria, sim, é isso mesmo. Não desconsidero fatores externos relativos ao ambiente de vida do casal, mas nenhum fator tem sobre o outro poder de decisão se não encontrar primeiro espaço para isso. Em última análise, os sentimentos do casal ou de um indivíduo é o que mais propicia a traição.

Obrigado pela participação e até mais...

Resposta
avatar
Anônimo
19 de maio de 2011 16:32

eu sou uma pessoa muito desconfiada e tenho motivos me marido me trai com frequencia e não tenho coragem de deixar este relacionamento de seis anos mas tambem já trai e me senti vingada que pena que não posso falar pra ele.

Resposta
avatar
19 de maio de 2011 18:46

Olá amiga anônima! Pois é, acho que entendo sua situação, mas imagine, você diz que se sentiu "vingada". Ai eu lhe pergunto; se você considera isso uma vingança, então é porque foi algo ruim que aconteceu em sua vida, caso contrário a vingança não teria sentido, concorda? Então você acha que vale a pena fazer o mesmo que ele fez e se tornar IGUAL a ele? Deixe-me responder: você talvez ache que sim, porque tem a sensação de que está dando a ele o troco "merecido", certo? Bom, penso que ERRADO! Pois tenho aprendido que quando queremos mudar ou envergonhar alguém, não damos o trono "na mesma moeda", pois assim o máximo que fazemos é mostrar que temos o mesmo caráter. MAs sim com OUTRA MOEDA, e essa moeda, querida, é aquela que valoriza a vocÊ mesma. Resta saber se você é capaz de se valorizar ao ponto de deixá-lo e ser diferente, ou permanecer, aceitar e, quem sabe, ser no máximo... igual!

Paz de Deus, abraço.

Resposta
avatar
Anônimo
6 de julho de 2011 10:24

nos homems dependfemos muito do afeto da mulher por que a que nos encolvemos fora..talavez ela não tenha este amor qoe a amante nos da..por isso a mulher vai ser sempre a mulher.

Resposta
avatar
Anônimo
17 de outubro de 2011 11:09

muito bom! muito esclarecedor e inteligente !

Resposta
avatar
Anônimo
13 de abril de 2012 02:23

tenho um relacionmento a oitoanoe, e ja ouvi traição da minha parte, da parte dele não tenho certeza absoluta so desconfiança, pois ja vi mensagens e ligações.e eu não consigo deixa-lo eu acho que e por egoismo meu pois sei que se ele arrumar outra pessoa ela vai ter tudo do bom e do melhor igualmente a mim. tem horas que quero deixar ele mas penso em tudo e me vem na cabeça o conforto, eu não sei explica o que eu sinto por ele, pra mim ele e meu porto seguro...

Resposta
avatar
13 de abril de 2012 08:03

Olá anônima! Seu caso será tema da minha próxima postagem aqui no blog. Muito pertinente por sinal. O título será "Quanto o relacionamento vira Conveniência". Acompanhe porque penso que será útil para a compreensão de seus sentimentos...

Abraço.

Resposta
avatar
Anônimo
14 de abril de 2012 12:01

obrigada concerteza irei acompanhar sua proxima postagem........ agradeço dsd ja

Resposta
avatar
Anônimo
14 de abril de 2012 13:18

lembram de uma teoria :), (é feio, incomada) pra mim é isso, quem trai usa qualquer desculpa pra falar porque traiu. traição é uma falta de respeito e nao existe desculpa pra isso, se nao da certo entao separa.

Resposta
avatar
16 de abril de 2012 08:30

Opa! "se não da certo então separa", mas por que então é tão difícil a separação para alguns? Além de sentimentos, claro, outros fatores pesam muito nessa balança. Conceitos culturais que "normalizam" a situação, rotina e conveniências são outros. Falarei sobre isso mais detalhadamente em outro texto.

Abraço.

Resposta
avatar
Anônimo
23 de outubro de 2012 13:18

Ola meu nome é adriana vivo com uma pessoa a dois anos e temos uma filha de três meses a uns dois meses atras o meu companheiro cometeu um deslize eu havia saido de casa e pedi pra uma sobrinha minha de 16 anos (é o q mais me inoja) ir buscar algo na minha casa e ao chegar lá ele tenta beija-lá e ela não aceitou ele se desculpou com ela logo em seguida, mas o clima ficou diferente e eu percebi fiquei cutucando e ele me confessou a umas três semanas ele disse que foi coisa de momento de vido a uma magoa que ele tem de mim poi ano passado nos separamos e eu fiquei com outra pessoa dai ele só penssava em se vinga. Agora o clima esta terrivel dentro de casa não por minha parte e sim por ele, ele diz que não consegui se perdoar que se sente culpado pelo que aconteceu, e que eu não mereço o que ele fez pois sou uma boa esposa. Acho tudo isso uma grande desculpa dele pra algo maio eu não sei o que pensar ele se diz muito abalado pelo que ele fez e arrependido eu gosto muito dele e isso tudo afetou o meu amor por ele só que não tenho mais força para lutar por esse relacionamento.

Resposta
avatar
24 de outubro de 2012 07:28

Olá Adriana,

Amiga, muitas coisas influenciam em nossos sentimentos, contribuindo para que os problemas aumentem. Não tenho como lhe falar com profundidade sobre seu caso, pois não o conheço em detalhes, óbvio, mas posso lhe dar uma opinião.

Acredite, mais de 60% dos problemas num relacionamento são devido a falta de DIÁLOGOS francos com o parceiro. Infelizmente, muitos casais tem a cultura de conversar apenas quando já passam por problemas, isso é um erro! Quando já vivenciamos os problemas fica mais difícil de acreditar que é possível mudar, porque somos influenciados pelo problema. Mesmo assim, ter uma conversa franca, sincera, expondo tudo o que AMBOS pensam um do outro, da familia, etc, é um começo para se resgatar o amor e o desejo de estarem juntos.

Outra coisa muito importante; em qual contexto de vida vocês se encontram hoje? Rotinas, trabalhos, filhos, familia, amigos, estudos... Tudo isso influencia diretamente na relação. Amor não é um sentimento INERTE, amor requer cuidado, atenção, MANUTENÇÃO e acompanhamento... mas infelizmente, muitos casais esqueçem disso quando passam a conviver com a ROTINA... Deixam de se EXPLORAR, se conheçer continuamente através de experiências comuns, como por exemplo, comer no mesmo horário juntos, assistir a um filme juntos, sair com amigos juntos, conversar com os filhos juntos, brincar com os filhos juntos, etc.

Muitas vezes a sensação de que não existe mais amor é nada mais do que a consequência de um amor NÃO CULTIVADO, não significa que não exista, pode ser apenas que ele não esteja sendo cuidado como deveria, e isso é um problema que precisa ser tratado PELOS DOIS! No primeiro momento, a maioria das pessoas tem a impressão de que é preciso separar, etc, mas na verdade, a separação em muitos casos é apenas um meio de FUGA, uma maneira de não enfrentar aquela situação abertamente, de não assumir que o realacionamento está em crise, então para muitos a separação é uma "solução", porém, o problema continua sendo eles próprios, daí o motivo pelo qual geralmente estas mesmas pessoas continuam tendo problemas nos outros relacionamentos...

Bom, resumidamente é isso, falo de modo geral, pois não sei exatamente a origem dos seus problemas. Mesmo que ele tenha ficado magoado pelos erros do passado, etc, isso, com lhe disse, se resolve com diálogo e cuidados que só a prática poderá te mostrar quais são.

Abraço e paz.

Resposta
avatar
Anônimo
18 de maio de 2013 18:48

Na minha opinião atraição acontece por falta de respito ou amor verdadeiro com o seu paseiro(a)pois se ele ou ela tiver respito ou amor verdadeiro não acontece atraição

Resposta
avatar
21 de maio de 2013 08:07

Olá Anônimo!

Concordo que esse pode ser um dos motivos.

Abraço.

Resposta
avatar
2 de julho de 2013 23:18

Na verdade não existe motivo para a traição, ou seja, as pessoas fazem de alguma coisa um motivo para trair.
Como ja foi citado no próprio texto, se alguém foi traido isto não significa que le tem que fazer a mesma coisa, afinal se o outro se sujou eu vou me sujar também? De maneira nenhuma.
Voce tocou um ponto muito importante que é: Se valorize, é isso ai.
Pra mim isto é o mais coerente, pessoas fazem de algumas coisas como citado acima motivos para trair, outros fazem dos mesmos motivos, motivos para crescerem e prosseguirem com muita honra na vida!! Parabéns pelo artigo, muuuuuiiiiitoooooo bommmmmmm!!!

Resposta
avatar
3 de julho de 2013 08:30

Olá Conselheiro Cristão!

Fico feliz por sua participação, especialmente por ter compreendido o texto.

Abraço.

Resposta
avatar