Gallery

COMPORTAMENTO

COMPORTAMENTO

POLÍTICA

TEOLOGIA

CULTURA

DIVERSOS

 
O filme “Conversando com Deus” é uma criação mística, que envolve conceitos de uma filosofia positivista e espírita, sendo, claro, camuflado pela aparência de cristianismo.

Atualmente, mais do que antes, as novas filosofias místicas encabeçadas pelo Movimento Nova Era vem assumindo um perfil com ares científicos e Cristão. Jesus Cristo segundo tal percepção assume uma figura que ao ser exposta como “bandeira” de paz, amor, caridade e humildade, serve para conquistar e confundir (exatamente confundir) a muitos que não conhecem a verdadeira mensagem deste que não se colocou como um simples "guia", mestre filosófico ou revolucionário, mas sim o próprio Deus (consciência) personificado (encarnado) na forma humana, a fim de que por meio do seu exclusivo sacrifício tivéssemos de volta o relacionamento direto com Deus, isto é: a figura daquele que resume Ser (Deus), Vontade (Espírito Santo) e Consciência (Jesus Cristo) numa única pessoa, o Criador.

O filme Conversando com Deus sintetiza tudo o que escrevi no texto Quem somos nós - Uma crítica cristã”, acerca da compreensão mística de que todos nós humanos somos deuses. Com um enredo envolvente, o filme explora constantemente o lado emocional humano, buscando através disso desviar o senso crítico em substituição por uma imagem piedosa e sentida com a história do personagem. Ora, o cristão cauteloso segue o exemplo dos crentes de Bereia (que na verdade não eram crentes... ainda!), que segundo o livro de Atos faziam questão de conferir tudo o que ouviam com as Escrituras Bíblicas. Se assim fizéssemos saberíamos discernir rapidamente as mensagens confusas existentes em muitas dessas produções, a exemplo do filme “Conversando com Deus”.

Nesse filme o personagem principal não é do Deus da bíblia, muito menos Jesus Cristo, mas sim o homem-deus, ou deus-homem que segundo tal filosofia “existe dentro de você”. Conversar com Deus, na mensagem subliminar do filme significa conversar com você mesmo. Ou seja, com o deus que “existe em você”, mas que para isso é necessário “despertar” para essa “verdade” e desenvolver em si mesmo a capacidade de “ouvir” a esse deus interior.

O sucesso ou o fracasso do ser humano depende único e exclusivamente dele aprender ouvir seu íntimo, como diz o personagem: “Concentre-se no que você pensa sobre você”. E é nessa perspectiva que desenvolve-se todo o filme, baseado na história do personagem em, através de suas experiências sofríveis, “descobrir” que existe uma fonte de sucesso e luz dentro dele mesmo, pronta para “guiá-lo”, desde que ele esteja igualmente pronto para ouvir e confiar, afinal: “Não há mais segredos”. Fazendo assim alusão ao documentário “O segredo”(?).

A filosofia expressa implicitamente no filme reflete a compreensão espírita, hinduísta, teosófica, budista e até mormonista de que o grande segredo supostamente revelado por Jesus Cristo é de que somos deuses (para os mórmons em particular existem outros detalhes).  Evidentemente, não estou questionando aqui a ideologia ou doutrinas dessas religiões, mas apenas expondo, como cristão que sou, o que parece a intenção dos autores do filme em querer estabelecer uma semelhança doutrinária com o cristianismo, quando NÃO EXISTE essa semelhança. Para uma compreensão mais detalhada sobre o assunto, recomendo que leia: Quem somos nós - Uma crítica cristã.

Abraço e até a próxima...

Sobre Will Filho

Editor do Opinião Crítica, amante das ciências. Eterno estudante de Psicologia, Teologia, Filosofia e afins. Músico amador. Pescador nas horas vagas, fã de MMA e culinária.
«
Próximo
Postagem mais recente
»
Voltar
Postagem mais antiga
Comentários
42 Comentários

42 comentários:

Anônimo disse...

A verdade é uma terra sem caminhos que não pode ser mostrada por seitas, livros sagrados, dogmas etc. A verdade é viva e essa é a beleza dela pois só algo morto pode estar confinada em um só lugar. Partindo do princípio que somos "imagem e semelhança" de Deus, acredito que a melhor forma em estarmos em conformidade e ao mesmo tempo conhecendo a Deus é pela auto-observação e auto-conhecimento. Nascemos e somos criados em um código de condulta estabecidos pela sociedade e tradição e somos moldados conforme esse código. Nunca nos prestamos ao cuidado de olhar as entrelinhas que nos propõe esse código. Sempre nos conformamos o que sempre nos foi imposto. Será esse o verdadeiro caminho ao conhecimento da realidade? Quando julgamos ou condenamos algo ficamos impossibilitados de ver o fato como realmente é, pois nossa mente está sempre a tagarelar com as referências dadas pela nossa tradição. Muitas vezes não nos damos contas que de fato fazemos parte desse TODO que é o universo. Como o livro Conversando com Deus menciona, a humanidade atribuiu a Deus um papel de pai condenador, justiceiro que lhe pune ou recompensa de acordo com os seus atos (onde está o livre arbítrio nesse sentido?), temos medo de ir pra o inferno e com base nisso amamos a Deus para que ele não nos puna com o sofrimento eterno. Onde está o interesse de Deus nos punir com o sofrimento eterno? Ganharia o que com isso? No texto de Deteuronomio 28:15 podemos fazer uma reflexão sobre essa questão de punição. Leiam e reflitam...mas depois só não venham com essa história de que Deus é amor mas é justiça também pois essa afirmação é paralela àquela de que a bíblia foi escrita por homens mas inspirada pelo Espírito Santo. A humanidade precisa acreditar nessa tese para que os fundamentos bíblicos tenham efeito. Contudo, a fé é individual...embora quando ela se organiza ela se mortifica consequentemente se tornando uma religião, seita ou dogma a ser impostos por aqueles que buscam uma respostas para o sofrimento que assolam a humanidade (assim como individual). Particulamente eu acredito que as leis de Deus se manisfestam na natureza e não em livros sagrados (não desfazendo da beleza em suas literaturas). Acontece que só queremos aceitar a "verdade" como nós a compreendemos, rejeitando por sua vez a verdade como nos é apresentada através das nossas experiências.

Anônimo disse...

este filme "converçando com Deus" é dos illuminates ou satanistas ou espiritas ou da maçonaria tudo a mesmo coisa...engando as pessoas e tirando o foco de Deus....é isso que eu acho..obrigado!!!

Anônimo disse...

Oi eu me chamo Natalia,bm primeiro gostei mto do seu blog,ja estou seguindo.
Eu acabei encontrando ele pq assisti o filme mais fiquei com um pé atras,gostei do filme mais no fundo senti algo estranho por tras do filme,porem em algumas partes o film ate mesmo me comoveu em refletir em amar ao meu proximo pelo sofrimento,do autor e tal's,porem de fato percebi uma mensagem por tras,onde resolvi procurar sobre o livro,confesso q antes d entender a mensagem eu estava interessada em ler o tal livro,mais por isso q importante pesquisarmos e buscarmos conhecer mais pois é atraves disso q Deus usa mtas vezes para abrir nossos olhos sobre as coisas ocultas,e foi atraves disso q encontrei esse blog,Parabens,
Sem querer pedir demais vc tbm poderia me seguir? http://nataliaevelyn.blogspot.com/
Tah aí,Parabens continue assim ajudando as pessoas a não serem enganadas,Fique na paz....

Anônimo disse...

Você que é um bitolado!

Anônimo disse...

Comecei a ler o livro sem saber do que se tratava e sem ter pesquisado antes algo a seu respeito, confesso que ele é bem empolgante, mas a medida que vai evoluindo ele apresenta idéias que mudam toda a realidade que estamos acostumados a ver o que me fez parar de lê-lo. Realmente há algo por trás disso tudo principalmente quando ele diz que algum dia aquele livro pode se tornar sagrado (podendo substituir a bíblia) isso é um absurdo!

Luciana cardoso disse...

Vocês se acham muito próximos de Deus e de Jesus porque seguem "a risca" o que está escrito na bíblia, eu coloquei entre aspas porque se seguissem realmente os ensinamentos morais do Cristo, que é a base do verdadeiro cristianismo, poderiam se intituar como tal, porem, se prendem mais na bíblia no que nas próximas inspirações, sim SOMOS DEUSES! Somos TODOS criações divinas! Vocês se monosprezam o tempo todo, falam mais no diabo do que em Deus! Se toda a verdade da humanidade estivesse na bíblia, como explicar tantas contradições! As escrituras passaram pela mão do homem queridos irmãos! Portanto, devemos questionar quanto a tradução e autenticidade de seu conteúdo! Pensem reflitam! VOcês são obras de DEUS!!!! Parem de crêr tanto no diabo! Pelo amor de DEUS!Quanta ignorância em nome de DEUS ainda é profetizada!!!

Wilzen Filho disse...

Olá Luciana Cardoso! Olha, é um prazer conhecer a sua opinião, pois ela não apenas enriquece nosso conteúdo, como revela um pouco de sua sinceridade em querer entender a vida de um modo diferente. Obrigado Mesmo.

Me permite comentar a sua opinião? Obrigado!

1 - Nós não seguimos a risca o que está escrito na bíblia, acredite, nós TENTAMOS seguir! Mas por quê? Ora, foi o próprio Jesus quem nos ensinou assim, Ele mesmo foi autenticado por ela (a bíbla), caso contrário não poderíamos acreditar no Kyrios, o Cristo, predito em DETALHES em suas MILHARES de profecias SÉCULOS antes de existir. Preceitos morais de Cristo? Ora essa, eles nos ensinam exatamente o contrário o que muitos pregam; NÃO SOMOS DEUSES, somos criaturas feitas à imagem e semelhança, e isso (imagem e semelhança)não implica em IGUALDADE. Somos criaturas pela GRAÇA transformadas em filhos. Viu o meu comentário do anónimo? Leia e reflita...

2 - É diferente se menosprezar de demonstrar humildade e submissão à Deus. Se humilhar perante à Deus em quebrantamento de coração, amor e pequenez ante sua Grandiosidade é o mínimo diante da maior de todas as humilhações que ELE demonstrou por nós, entregando o seu único filho... Para sofrer as injúrias minhas e suas, ser cuspido, acusado, ferido por nossas transgressões e crucificado, mesmo sendo INOCENTE! Ora, se esse mesmo Deus fez seu (ele mesmo) filho se humilhar de tal forma por nós, não seria justo render graças à Ele?

3 - Você fala da bíblia dando a entender que revoga sua autoridade, como se ela não fosse verdadeiramente a Palavra (vontate) de Deus registrada em livro. Ora, é sua opção... Você é livre para pensar assim, disfrute dessa liberdade, eu CONCORDO e APOIO a sua livre expressão! Mas... o que você conhece sobre autenticidade bíblia??? O que você sabe das "contradições bíblicas"? São essas encontradas na internet ou de autores especulativos que gostam de vender livros??? Infelizmente não tenho como respondê-la sobre este quesito aqui... Mas lhe recomendo uma PEQUENA leitura, o livro se chama: "Evidências que Exigem um Veredicto" Isso lhe ajudará entender uma... parte da história!

4 - Diabo??? Xiiii, isso é outro assunto mais longo ainda. Concordo com vc, muita gente fala mais do diabo do que de Deus. Faze o quê? Vou lhe dizer algo: "falamos aquilo que vivemos" (...)

Abraço querida e espero sempre compartilhar pensamentos, afinal; "posso não concordar com nenhuma palavra que disser, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las"

Luciana cardoso disse...

Quando quiser dê uma olhada em meu blog - aprendendo sempre.blogspot.com

Tem matérias interessantíssimas e muito instrutivas!

Até um dia meu irmão, muita paz!

Anônimo disse...

Li o livro "Conversando Com Deus" e gostei muito. Também assisti o filme. A minha opinião é a seguinte:

Quem fez o livro é um ser humano, e, como ser humano, também é falho. Só Deus é infalível. Concordo com várias mensagens do livro e discordo de outras, como exemplo, não concordo que sou Deus, mas sim, seu filho, sou sua criatura e não o Criador. O fato de não concordar com alguns aspectos do livro não significa que deveo rejeitar todo o seu conteúdo. Se eu tivesse concordado com tudo o que o livro fala eu não teria nem seuqer acessado esse blog, por exemplo. Deus nos deu o livre arbítrio, isso é fato inegável. Muitas passagens do livro estão de acordo com a BÍBLIA, porém, de uma forma mais simplificada. Para mim, a Bíblia está acima de qualquer livro, é a mensagem de Deus na terra, nada a substitue ou a ela se iguala, mas nem por isso deixamos de ler outros livros e de tirar nossas conclusões. Eu acho, sinceramente, que toda mensagem, tansmitida por qualquer meio que for, que possa nos aproximar de Deus é bem vinda.

Se você que tá lendo o meu comentário leu o livro "CONVERSADNO COM DEUS" por inteiro é porque ele foi interessante prá você e para alguma coisa ele serviu na sua vida, nem que seja para criticá-lo, mas se não leu, não pode nem seuqer comentá-lo...

Sei que não posso ser Deus, mas posso agir de acordo com os seus ensianmentos...

"Julgai todas as cousas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal" (1 Tessalonicenses 5:21-22). Ainda hoje é verdade que a "lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para os meus caminhos" (Salmo 119:105).

"Porque o coração deste povo está endurecido, de mau grado ouviram com os ouvidos e fecharam os olhos; para não suceder que vejam com os olhos, ouçam com os ouvidos, entendam com o coração, se convertam e sejam por mim curados" (Mateus 13:15).

"Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra." Paulo também disse que seu ensinamento não tinha palavras de sabedoria humana, e sim palavras reveladas pelo Espírito Santo (veja 1 Coríntios 2:9-13).

"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" (João 8:32)

Até mais, e que Nós sempre estejamos na presença de Deus meus irmãos!

Wilzen Filho disse...

Olá anônimo, concordo com você plenamente, quando a necessidade de CONHECER o pensamento e doutrinas diferentes, pois é com base nesse conhecimento que poderemos julgar a nossa própria fé.

Quero lembrar, porém, que esse conhecimento deve ser fundamentado a um propósito e verificado segundo o parecer que lhe achar conveniente, se é a bíblia, então que seja a bíblia, assim como fizeram os crentes de Beréia (em Atos dos apóstolos).

Quero lembrar também, que em se tratando de ocultismo, nada é revelado arbitrariamente aos olhos de todos e a semelhança com doutrinas cristãs serve muitas vezes para se transmitir esses ensinamentos de modo sutil e gradual, até que sem perceber você, cristão, esteja acreditando e praticando conceitos que não foram atestados por Cristo.

Ou seja, "vê de tudo e retém o que é bom", SIM, mas com perícia naquilo em que acredita para discernir entre o certo e o errado...

Abraço.

Anônimo disse...

Gente, não sejamos preconceituosos! A intolerância religiosa tem muito a ver com o medo da "perda de clientele$$" por alguns manipuladores travestidos de religiosos.
Os livros "Conversando com Deus 1,2 e 3", bem como o filme,tem uma excelente qualidade e ajudam muitas pessoas.

Anônimo disse...

E é por inventar essas opiniões que ninguém consegue amar incondicionalmente, e que o mundo está como está. Sem mais.

Anônimo disse...

Jesus foi chamado de demônio pelos Fariseus. Interpretem isso como quiserem. Sem mais.

Wilzen disse...

Olá Amigos, obrigado pela participação no Vitrine2009.

O que endentemos por ajudar? Podemos dizer que o traficante ajuda a sua cominudade nas favelas? De certa forma, sim! Mas esta ajuda leva a quê? Ou, até onde vai? Quais as condições? Podemos acreditar que tudo que ajuda é válido? Penso que não, pois muitas vezes uma aparente ajuda é na verdade uma forma de esconder a verdadeira necessidade de transformação. Acredito na boa intenção, mas não significa que os meios estejam corretos, e por isso existe o ensino e orientação. Cabe a nós a humildade de aprender. Mas até para aprender é difícil, pois nem todos sabem aprender, como alunos, se fazem senhores de seus próprios entendimentos onde as impressões falam mais alto que os fatos...

O que é o amor incondicional? Aceitar a tudo, da forma como é, ou aceitar a tudo, tendo ciência dos seus defeitos e, amando, para que por meio desse amor as virtudes possam prevalecer? Amor incondicional é sentimento inerte, alheio as circunstâncias, não se expressa, não produz, não auxilia, só condiz... Isso não é amor, é abstenção de responsabilidades e ideologia circunstancial. Amar é, também, desejar e contribuir para alcançar sempre o melhor. Aceitar o todo como ele ESTÁ, mas não ignorando seus defeitos, e amando, por acreditar que todos nós somos iguais e, portanto, sujeito as mesmas possibilidades de ser, sempre melhor!

Para os fariseus Jesus estava possuído por um demônio, porque não acreditavam que tamanhos sinais e milagres um homem comum poderia fazer. Mas Jesus respondeu a essa acusação, ela está no livro de Mateus, capítulo 12. Leiam e entendam.

Valew garela. Abraço.

www.clubedobluetooth.com.br disse...

Porque discutir tanto quem esta certo ou errado nestas questões, se o que buscamos no final das contas é a mesma coisa,o AMOR e a PAZ. Não posso condenar ou aprovar um livro se ele passa uma mensagem positiva para a humanidade, só tenho a agradecer, pois me Senti Bem. Não é esse o objetivo de nossas vidas, sentir-se bem? Cultivo Bons Pensamentos. Obrigado.

Wilzen disse...

Olá, obrigado pela participação!

Concordo com você quando diz que todos buscamos a mesma coisa, PAZ e AMOR, mas a abordagem crítica não foi a esse respeito. Primeiro devemos observar que:

1 - A crítica é segundo a perspectiva cristã;
2 - A critica é contra uma "provável", e evidente intenção de asemelhar a mensagem do filme/livro às doutrinas cristãs acerca de Deus, quando NÃO EXISTE essa semelhança.

Ou seja, o texto foi escrito (para cristãos) devido ao fato de algumas pessoas não perceberem (falta de conhecimento, atenção? Talvez!)que o filme não fala do Deus da bíblia, muito menos do que ela, a Bíblia, ensina.

Nós cristãos, concordamos que todos buscamos a mesma coisa, mas acreditamos, segundo a bíblia, escrita baseada na experiência de seus autores COM e, POR, Deus, que só existe um caminho capaz de dar ao humano a verdadeira PAZ e AMOR que tanto deseja. E esse caminho é através de uma vida/relacionamento com Jesus Cristo. Isso, no entanto, não tirá das pessoas o direito de pensarem diferente e seguirem outros pensamentos, o respeito as diferenças (inclusive as opiniões) deve fazer parte tanto de cristãos, como de não cristãos, certo?

Abraço e até.

Anônimo disse...

Muito bom o filme! Assim como o Segredo!

Nós Somos todos Um com Deus. Jesus ensinou isto!

Will Filho disse...

Olá Anônimo!

Amigo(a), onde é que Jesus ensina isso? Não conheço. Jesus ensinou que ELE, Jesus, era um com o Pai, porque Ele era o Pai aqui na terra em forma humana.

Nós, porém, somos criaturas sua, feitos a imagem e semelhança, para que tivessemos um relacionamento de comunhão com Ele, mas semelhança não significa IGUALDADE, ok?

Abraço.

Anônimo disse...

Claro que somos um com Deus, somos sua criação, sua imagem e semelhança. Jesus disse que poderiamos fazer tudo que ele fez e até mais. Quer fazer tudo que Jesus fez? vai a receita! obdique do sexo, bens materiais, passe 40 dias no deserto isolado em gejum, se não enloquecer ou morrer pode ser que realmente faça tudo que Jesus fez. a humanidade precisa aprender que o remedio que serve para um não serve para o outro. Se vc acha que Deus só fala de uma forma, realmente vai achar que tudo mais é o diabo, foi esse tipo de pensamento que matou Jesus. Existe uma preocupação muito grande dos religiosos sobre céu e inferno, quem vai pra lá, quem não vai! porque não se preocupam em ver as pessoas felizes. Mas preferem impor normas e doutrinas que nem eles mesmos conseguem cumpri-las.

Siga o que vou dizer e terá uma vida otima.

1- TODA A VIDA FUNCIONA DE ACORDO COM AS LEIS NATURAIS.
2- O QUE PODE PARECER PUNIÇÃO OU MÁ SORTE É APENAS UMA LEI NATURAL FAZENDO-SE VALER.
3- SE SUA VIDA NÃO ESTÁ DANDO CERTO, VEJA O QUE ANDOU FAZENDO. REFLITA.
4- FAÇA AS COISAS CERTAS QUE A VIDA DA CERTO, NÃO TEM OUTRA RECEITA.
5- COLOQUE UMA COISA NA CABEÇA, TUDO NA VIDA TEM CONSEQÜÊNCIAS. PODEM SER BOAS OU RUINS, DEPENDE DO QUE VOCÊ DECIDE FAZER.
6- SEJA ESPIRITUAL, MAS NÃO SE ENVOLVA COM RELIGIÃO, ELA ROUBA SUA IDENTIDADE.
7- BUSQUE INCANSAVELMENTE O EQUILIBRIO, ELE VAI SER A PEDRA ANGULAR NA SUA VIDA.
8- SE PERDER O EQUILÍBRIO, VAI EXAGERAR EM ALGUMA COISA, E NÃO ESQUEÇA. A DIFERENÇA DO REMÉDIO PARA O VENENO É A QUANTIDADE, QUALQUER UM DOS DOIS PODE MATAR.
9- NÃO DISCUTA SOBRE CÉU E INFERNO, NÃO INTERESSA PARA ONDE VOCÊ VAI O QUE INTERESSA É ONDE VOCÊ ESTÁ. DEUS NÃO QUER O MAU DE NINGUÉM, A NÃO SER QUE VOCÊ MESMO QUEIRA.
10- DEUS LHE DEU ALGO PRIVILEGIADO SUPERIOR A TODOS OS SERES VIVENTES NA TERRA, A CAPACIDADE DE PENSAR POR SUA PRÓPRIA CONTA. USE ISSO, E PENSE. TUDO QUE EXISTE, ANTES FOI UM PENSAMENTO. NÃO ESQUEÇA ISSO.
11- A ESPIRITUALIDADE DEVE ESTAR NO CENTRO DA VIDA DE FORMA SABIA E SEM EXAGEIROS, PARA QUE ELA NOS LEMBRE DA VIDA, EM MOMENTOS DE REFLEXÃO. A ESPIRITUALIDADE DEVE MANTER O EQUILÍBRIO E NÃO DESEQUILIBRAR.
12- PRESTE BEM ATENÇÃO, TUDO QUE ACONTECE NA SUA VIDA É VOCÊ QUEM FAZ ACONTECER COM SEUS PENSAMENTOS. ENTÃO TOME MUITO CUIDADO COM O QUE PENSA E DESEJA.
13- PROCURE UM TRABALHO, MAS NÃO VIDA PARA O TRABALHO, PROCURE UMA COMPANHEIRA, MAS NÃO VIVA PARA ELA, PROCURE SUA ESPIRITUALIDADE, MAS NÃO FAÇA DISSO SUA VIDA. PREFIRA TER TUDO SEM EXAGERAR EM NADA.
14- IMAGINE QUE DEUS É O EQUILÍBRIO. BUSQUE TODOS OS DIAS.
15- PROCURE SER BOM DE CORAÇÃO, ISSO FAZ BEM PARA ALMA. E É ISSO QUE DEUS QUER.

aproveitem a vida, a experiencia é unica.
A Paz do Senhor Jesus a Todos.

Will Filho disse...

Olá anônimo, obrigado pelo comentário! Como posso chamar seu pensamento, uma espécie de Teosofia ou positivismo místico?

Concordo com vocÊ em muitos pontos, quanto a religiosidade, por exemplo, a necessidade do equilíbrio em muitas situações. Concordo que a natureza segue uma ordem "natural" pré-estabelecida. Concordo que nós colhemos o que plantamos. Concordo com a necessidade de ter um bom coração. PORÉEEEMMMM...

Deus é quem faz em nós meu caro, sem Ele não somos nada, senão andantes feitores de uma história confusa e marcada por decisões erradas, isso é o que nos prova a história.

Deus não é inerte, nem nossas ações frutos do acaso, somos influenciados por sua manifestação. Jesus Cristo foi/é a principal manifestação de Deus ao homem, deixando as escrituras como manual. A questão é; estamos dispostos a seguí-lo? De fato, Evangelho não é religião, é princípio de vida, mas implica em uma transformação de caráter, pensamento, atitudes, baseadas na revelação de um SER pessoal, detentor de vontades, projetos, as quais demonstra serem os melhores para nós. Não acreditar nisso é uma opção, seguir os próprios passos e fazer de sua fé um mero positivismo, também, porém, isso não o levará ao conhecimento de Deus, uma vez que sua linguagem pode até ter vários idiomas, mas a mensagem é a mesma, e ela nós condiciona a ter Jesus como único e suficiente salvador.

Abraço e paz.

Anônimo disse...

Bem... eu somente assisti ao filme e confesso,gostei muito!Agora por uma pequena observação,ele é um grande formador de perguntas e ideias .É como estar lendo os comentários de cada um de vocês..."Formou" e formou muitas opiniões.O que eu tenho a acrescentar é que Deus está dentro de cada um de nós, e o que vale é em que a gente realmente crer, porque acreditar ,até o outro acredita.Gosto muito do Evangelho( segundo são Marcos 21-22)Ele sim (Jesus) ensina e nos falava como autoridade...e hoje muitos falam e pregam como os ecribas. Pois bem,ao final disso tudo o que importa é a fé que eu tenho no único Deus Onipotênte que existe...Afinal Jesus disse:"VINDE APÓS MIM;EU FAREI PESCADORES DE HOMENS E NÂO VINDE A MIM E FAREI PASTORES DE HOMENS" Só pra finalizar,tudo é baseado na sua FÉ,se vc crêr de verdade tudo,,,tudo mesmo é possível Jesus já dizia VÁ QUE A SUA FÉ TE SALVOU E NÃO VÁ QUE A MINHA FÉ TE SALVOU.Tá aí...agora é só mais um comentário que vai gerar diferentes opiniões. Abraços!!

Will Filho disse...

Oi amigo(a)!

Concordo com você que Deus --- pode --- estár em cada um de nós (condicionado à fé em Jesus Cristo como único mediador entre Deus e os homens, segundo à bíblia), e também de que é importante nossa fé. Mas devo frisar que muitos tem fé, porém, baseadas em coisas sem fundamentos, como por exemplo, no boto, na madeira, no barro, na lua, etc... compreende?

Por esse motivo, disse o apóstolo Paulo, que nossa fé deve ser voltada para aquele que é o Autor e Consumador dela, ou seja, Jesus Cristo. Ter fé nele, por outro lado, implica em conhecer seus ensinamentos, os quais diferem em muitos aspectos, dos que são passados no filme.

Obrigado pela participação!

Abraço.

Anônimo disse...

RSRSR...que bom que concorda,pois eu achava que esse comentário não iria aparecer,pois antes de ser publicado,tem que ser aprovado!Vamos formar mais opiniões.Não estou aqui defendendo"CONVERSANDO COM DEUS" Filme e Autor,e não estou falando por nenhuma Religião...porque se "elas"(religiões)fossem de totalidades,elas não se dividiam, e pelo que eu sei religião nenhuma salva!O que eu quis dizer é que o Autor, quis passar nesse filme a sua experiência com Deus,e até então ele não nega ser o que é:Mensageiro Espiritual...o homem deu a sua cara pra bater."resaltando...ñ estou à defesa de ninguém.Você como um cara conhecedor da palavra sabe que o milagre só acontece se realmente se tem FÉ!!! Sabe o que é mais legal,quando a gente assiste a um filme e cada um entende o final da sua maneira a qual entendeu,já pensou se todo filme que a gente assistisse fosse vivido e seguido a risca.É isso aí.Pois cada um tem uma visão..é como se diz rsrsr,, nada foi feito pra agradar a todos...nessa você tem que concordar.AH...Agora em uma coisa eu tenho que concordar com vc:QUE TER FÉ NELE,POR OUTRO LADO,IMPLICA EM CONHECER SEUS ENSINAMENTOS,todo mundo sabe disso ,mais o ser humano PECADOR,falha mais do que vivencia isso.WILL, minha intenção aqui não é dar votos religiosos ou de quem quer mostrar a minha verdade ou dizer o que está certo ou errado,apenas comentando tá rsrs!!!Bom está aí mais um formador de opiniões!!!! Eu agradeço pelo participação ABRAÇOS!!!

Will Filho disse...

Oi amigo(a),

Rsrs, não faço moderação de comentários na intenção de publicá-los, ou não, mas para não esquecer de responder, entendeu? Quando não tem moderação, fica fácil passar despercebido e não ler, aí acabo esquecendo de responder... é por isso!

Independente do comentário, até os ofensivos, publico do mesmo jeito, pois além de expor cada um a seu próprio modo de "ser", tenho a opção de respondê-los a "altura", ou não. Até a opção de comentar como "anônimo" eu deixo possível, prova disso está em você "não" se identificar.

Concordo com você, também entendi sua explicação. Evidente, podemos retirar bons ensinamentos, até na pior das heresias.

Minha intenção por outro lado foi denunciar a tendência de um movimento "holístico", que visa asemelhar algumas filosofias esotéricas aos evangelhos, onde, para os que não conheçem com certo detalhe as diferenças entre uma coisa e outra, acabam por assimilar tais ensinamentos como verdades. Encontrei nesse filme um ótimo exemplo disso.

Sua participação será sempre bem vinda, blz?

Abraço.

Maria (18 ) disse...

Oi Will,senti uma certa ironia no seu comentário, Mais deixa andar, faz parte!Eu apenas quis dizer tanto no primeiro quanto no segundo comentário o tema A FÉ, e que tanto o meu comentário e o filme seria só mais um divisor e formador de opiniões, não travar uma batalha da minha opiniâo. Afinal só é mais um comentário, e a observação que faço é que no segundo comentário seu, você alega que pode responder(a cada comentário)a altura ou não e vc já parou pra pensar que vc criou este site para diversas opiniões da quais não seria só pra agradar e pensar como vc? Bem eu so sei que não sou dona da verdade e que tenho muito a aprender e aprender!Só irei PERSISTIR numa coisa que me fortalece muito HEBREUS 11:1-2 PAZ E BEM!

Will Filho disse...

Oi Maria (18),

Opa! Me perdõe se passei a má impressão de ironia, não foi essa minha intenção, falo com total sinceridade, Deus sabe disso! Realmente quis apenas esclarecer o fato.

Amada, concordo plenamente com você, em relação a pluralidade do pensamento. O vitrine2009 é uma prova disso, no teor dos textos, etc, na liberdade que os leitores tem para comentar, foi isso que quis dizer com o "não se identificar".

"vc já parou pra pensar que vc criou este site para diversas opiniões da quais não seria só pra agradar e pensar como vc?"

___Claro, mas é exatamente essa a minha intenção amiga. Não quero impor pensamentos, mas sim compartilhá-los, afim de conhecer outros. Escrever o que penso é a maneira que tenho de me colocar a prova, para que eu mesmo possa ser formado, reconstruído, corrigido ou fortificado, e fazer disso algum meio de ajuda para outras pessoas. Ter leitores como você, por exemplo, para mim é um privilégio, mesmo que não concordasse com absolutamente nada do que escrevo, sacou?

Agora, por outro lado, quando expomos um pensamento, é natural defendê-lo, certo? É isso o que faço, até que me convençam de estar errado, equivocado, etc, aí sim, estarei pronto a reconheçer, afinal, somos ou não eternos aprendizes? Dentre estes, sou o mais leigo...

Abraço e paz.

João Lima disse...

Assisti o filme e me interessei por ler os livros... já estou no segundo livro. Confesso que o filme me fez acreditar que se tratava de um filme "cristão", ou seja, com os conceitos e doutrinas puramente cristãs. Comecei a ler o livro e em geral não notei nenhum problema quanto ao que foi abordado. A própria questão do "certo" e "errado" pode ser interpretada daquela maneira. O tema mais polêmico para mim foi a reencarnação (base do espiritismo), que segundo minha "criação cristã", trata-se de uma inverdade. Apesar disso, fui pesquisar estudos sobre a biblia citar a reencarnação e confesso que não há nada bíblico que concorde com essa doutrina, muito pelo contrário, qualquer argumento nessa direção não pode ser sustentado por nenhuma passagem biblica. Voltando aos livros, também não consigo enxergar o que afinal esse tema (reencarnação) vem ao caso durante a explanação "divina"... Parece um assunto atravessado e depois não me parece ser um conceito necessário a toda a argumentação do livro. Sinceramente, parece uma polemica gratuita, sem nenhum propósito.

Will Filho disse...

Oi João Lima, prazer!

Penso que o propósito do filme, como tentei argumentar no texto, é de justamente passar uma mensagem que associa o conceito da divinização (esta é a questão central do filme, você como deus em potencial) do ser humano aos ensinamentos cristãos, como se houvesse base nos ensinamentos de Cristo para isso, o que não há! O problema então está na interpretação que alguns querem dar ao evangelho (boa nova) de Cristo, distorcendo seus reáis ensinamentos.

Parabéns por ter conseguido identificar a incompatibilidade das Escrituras Bíblicas com alguns desses conceitos.

Abraço.

juventude evangelizadora disse...

Olla a todos!!

É com muita tristeza que resolvi expressar minha humilde opinião, nasci pobre e sei o quanto é difícil hoje sobreviver em uma sociedade que ainda tem o dinheiro e o poder como principal requisito para aceitação, sou sou grande seguidora de Cristo, ou procuro segui lo, onde seu principal ensinamento foi o amor que deriva a compaixão e a misericórdia. Bom ainda não escrevi o motivo de minha tristeza... depois de ter passado tantas coisas e vistos muitas pessoas que lutam por um pedaço de pão não se importando das condições dele, e sem querer em um momento que estou navegando para fazer uma pesquisa que não vem o caso comentar aqui me deparo com uma discussão que vem totalmente contra as ações pela qual Jesus ensinou, se houvesse mais pessoas para agir em prol ao bem comum ao invés de perder o seu tempo com discussões que não levam a nada podem ter certeza o mundo seria muito diferente.

Will Filho disse...

Olá Juventude Evangelizadora,

Parabens por sua trajetória de superação, continue assim, porém, recomendo que leia novamente o texto para entender, de fato, qual o "teor" e o objetivo do mesmo. Cuidado ao definir que tipo de discusão não leva a "nada", pois o que parece sem importância para você, poderá ser crucial no entendimento e mudança de vida de outras pessoas.

Abraço e paz.

Anônimo disse...

Ce o filme e de DEUS ou nao o importante e ceguirmos as boas mensagens.vcs como bons espctadores notarao tambem que tudo comessou ha dar certo na vida no protagonista ha hora que ele confiou ha DEUS novamente e comessou a conversar com DEUS.dessa forma venho fasendo e confirmo nos que tudo esta dando certo em minha vida!em relasao ce o filme e dos iluminates ou nao...olhe o lado bom dele...disse JESUS amem uns aus outros como eu vos amei...ajudeinos uns aos outros e vivao em comunhao!no amor!como disse JESUS falsos provetas virao em meu nome! Quem somos nos para julgar uns aus outros?na minha opiniao eu gostei do filme por cer identico ha minha istoria de vida....e me inspirou ha escrevela!quem sabe nao saia dai um livro novo!fiquem com DEUS!\0/

Will Filho disse...

Valew pela participação amigo, continue firme.

Anônimo disse...

Olá, Irmão...O filme conversando com deus assim como livro, não são necessariamente cristções o proprio autor, não é ou seja ele nção faz parte de nenhuma igreja cirstan, assim como eu... (acabo de ver uma entrevista com ele)Bem, não é so pq o filme fala de Deus e sobre amor e tem aspectos que se aproximoam do cristianismo que logo esse se torna "biblico". Exsitem outras religições assim como pessoas que tem experiencias misticas e formam opiniões apartir desta experiencia que difere de outrems.
A diferença é algum, sempre seremos diferentes um dos outros mesmo com o uniforme de uma igreja.
Eu sou feliz, vivo vem, tenho casa propria e um bom emprego. Pratico meditação tenho boas experiencias com isso respeitos as pessoas e me observo tento melhorar a cada dia. tu és feliz vivendo a tua vida seguindo tuas creanças.. Otimo!! Vamos trocar ideias no sentido de ate ver a diferenças e tbm as semelhanças, no sentido de aproximação, de calor humano. Para mim a comparação que procura colocar um pra cima o outro pra baixo, para formar hierarquias, ou formentar discursos moralistas so pq o vizinho veste uma blusa diferente e fala outra lingua. É um dos principais motivos pra esse caos e ate mesmo quando me pego entrando nesse mesmo ato, percebo que perda de tempo... Que tal nos unirmos pela semlhança, mesmo que torçamos pra times diferentes.. Pois amigo Will, eu não acho que vc tem ser budista para ser salvo ou sendo assim vc sera mais feliz.. E tbm acho que niguem tem q pensar exatamente como penso pois tbm aprendo na diferença.. Um grande abraço

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=UFr3OvPdpb8
entrevista com o autor do livro que fez surgi o filme...

Will Filho disse...

Muito obrigado pela dica do vídeo amigo, vai acrescentar muito aos leitores!

Concordo plenamente com você em respeitar a diferença, pois também acredito que existem riquezas no diferente. Não acredito que "bandeira" salve ninguém, Cristo não pregou "camisa", é fato! Porém, Ele se identificou como sendo "O Caminho, a Verdade e a Vida". Fica a critério de cada pessoa acreditar ou não, claro! Eu acredito plenamente...

O texto, amigo, não procura diminuir ou aumentar a crença/fé de alguém, acredito que uma leitura atenciosa perceberá que a minha intenção foi abordar um tema, que ha muito vem sendo posto de forma gradual no meio cristão, que é a compreensão de que Cristo ou a bíblia ensinou sermos deuses, potentes em nós mesmos para ser "luz". Utilizei este filme como exemplo de como pessoas que ensinam esse pensamento fazem parecer que tal pensamento se assemelha ao cristianismo, quando na verdade, NÃO TEM nada haver com o verdadeiro cristianismo. Resumindo, o texto faz um alerta para que os cristãos tenham o cuidado para não confundir, e assimilar, ensinamentos que parecem cristãos, mas tem na sua essência um conteúdo completamente diferente daquilo que o Cristo realmente ensinou.

Grande abraço!

Vinícius Luna disse...

Façam como Paulo disse meus amados...."Examinai tudo. Retende o bem". (I Tessalonicenses 5 : 21)

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." (I Coríntios 10 : 23)

Lançai fora as que não edificam, não precisa reter o que não edifica... assistir não te condena, trocar o seu amor por te condenar.
Viva em paz, tenha paz no seu coração, este é o desejo de Deus para ti.

Will Filho disse...

Obrigado pela participação Vinícius.

Abraço.

mario rodrigues disse...

Will Filho, vc ta de parabéns... esta falando não por você mais pela a bíblia, gostei muitíssimo de sua opinião critica sobre o filme, confesso que não tinha percebido essa realidade espirita. agora depois que lhe seu comentário é so o que vejo. também ta de parabéns pela forma que respondeu os comentários baseados na palavra de Deus. pense numa pisa! vlw cara continue fazendo esse trabalho, pois ajuda muita gente a perceber a realidade.

mario rodrigues disse...

Will Filho vc ta de parabéns cara. confesso que não havia percebido esse lado espirita ate ler seu comentário. mais vc esta plenamente certo. a obra de cristo é oferecer a salvação a humanidade e não dar meios para que ele busque perfeição aqui na terra. se bem que ele requer que demos um bom testemunho né. mais que a maior necessecidade é se preparar para sua volta. bom vc também ta de parabéns pela forma que respondeu aos comentários críticos ai. vc respondeu baseado não em vc mais nas escrituras sagradas por isso ficou tão bem respondidos. ninguém pode nada contra a bíblia. vlw cara continue com esse trabalho pois pode ajudar muita gente a perceber a realidade. e ao mesmo tempo te deixo um alerta, tenha sempre cautela para continuar assim respondendo através da bíblia e não de sua opinião, n esqueça da humildade que tem hoje. nunca deixe se transformar em orgulho e nem exaltação. vlw irmão fik com Deus.

mario rodrigues disse...

Will Filho vc ta de parabéns cara. confesso que não havia percebido esse lado espirita ate ler seu comentário. mais vc esta plenamente certo. a obra de cristo é oferecer a salvação a humanidade e não dar meios para que ele busque perfeição aqui na terra. se bem que ele requer que demos um bom testemunho né. mais que a maior necessecidade é se preparar para sua volta. bom vc também ta de parabéns pela forma que respondeu aos comentários críticos ai. vc respondeu baseado não em vc mais nas escrituras sagradas por isso ficou tão bem respondidos. ninguém pode nada contra a bíblia. vlw cara continue com esse trabalho pois pode ajudar muita gente a perceber a realidade. e ao mesmo tempo te deixo um alerta, tenha sempre cautela para continuar assim respondendo através da bíblia e não de sua opinião, n esqueça da humildade que tem hoje. nunca deixe se transformar em orgulho e nem exaltação. vlw irmão fik com Deus.

rene alvarez disse...

Falou todo...parabens.

Jakeline Caruzo disse...

"Onde a bíblia nao tem voz, não devemos ter ouvidos"


Início