A Ética e o Pecado. Qual a sua relação?

Todos nós temos em nosso interior a consciência de pecado, independente de credos e religiões. A concepção do pecado não tem haver com igrejas ou doutrinas, mas com a condição humana frente a sua natureza atual. Por isso, podemos sem sombras de dúvidas, discutir com qualquer cidadão a concepção de pecado, sem nem mesmo falar de religiosidade.

O pecado (em hebr. hhatá; em gr. hamartáno) significa "errar", no sentido de errar ou não atingir um alvo, ideal ou padrão. Em latim, o termo é vertido por peccátu) é aquilo que em sua versão cética (ateia) chamamos de ÉTICA (A palavra Ética é originada do grego ethos, que significa modo de ser, caráter. Veja mais aqui). Podemos entender a ÉTICA como um sentimento inerente ao HUMANO de avaliar sua conduta ou de seu meio, a fim de estabelecer normas, padrões e valores, resultando assim na MORAL.

A diferença para o termo pecado, em relação à ética, é que o primeiro (o pecado) é empregado numa conotação religiosa e absorvendo os padrões de determinada visão ou credo, enquanto que o segundo (a Ética) aplica-se a uma compreensão social do homem e sua sociedade, sendo, portanto variável ao seu meio.

Mas a concepção do pecado não varia assim como a Ética?

Sim, porém o pecado segundo a concepção religiosa de certo povo, enquanto a Ética segundo a cultura de certo povo.

Ora, mas a concepção religiosa de certo povo não é, também, definida segundo sua cultura?

Sim, é por isso que Pecado e Ética carregam em si os mesmos significados, diferenciando apenas... digamos do prisma sob o qual é analisado e, finalmente, o que quero dizer com isso? Que se você não acredita na existência do pecado no sentido religioso, deverá se perguntar: de onde então vem a sua ética? (risos).

Em suma, tanto o pecado quanto a Ética parte de um fundo religioso, porém não explicitamente. O religioso explica o pecado como um mal que fere as leis de sua religião, enquanto a Ética as leis da sociedade, mas as suas existências têm na alma humana a MESMA E ÚNICA origem e vontade de alcançar um estado perfeito de existência. E aqui meu querido(a) (risos)... perceba que: o re-ligare (religião) representa a busca por este estado perfeito que aponta para Deus, assim como a Justiça/Legislação de nossas sociedades, porém não apontando para Deus, mas sim para o próprio homem.

O fato é que: não compreendendo o pecado como uma ação de significado espiritual diretamente relacionado a um Ser Criador, a humanidade vai perdendo-se cada vez mais em suas próprias leis e conceitos (Ética) ao mesmo tempo que se distancia cada vez mais da vontade Divina. Isto se mostra ao longo de toda a história humana e quanto mais tempo se passa, mais sentimos as consequências desse afastamento.


Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo (Gênesis, 4:7).


Gostaria de mais conteúdo acerca de fé e religião? Acesse meu outro blog: PeloCristo.blogspot.com

COMPARTILHAR

Edição:

Somos uma mídia independente, oferecendo conteúdo com perspectiva cristã através de comentários sobre notícias do Brasil e do mundo. Para apoiar, compartilhe nossos textos e curta a página no Facebook.

Anterior
Proxima